Distrito Federal

23 de Abril de 2014

Notícias

Homem é preso acusado de estuprar seis mulheres em menos de 30 dias

Ele abordava as vítimas nas paradas de ônibus e agia sempre entre as 5h30 e 6h

Gustavo Frasão, do R7 | 30/10/2012 às 12h26
Publicidade

Um homem, identificado como Gemival Bahia dos Santos, de 41 anos, foi preso na noite desta segunda-feira (29) acusado de estuprar seis mulheres em menos de 30 dias no Vicente Pires, Samambaia e Taguatinga, regiões administrativas do DF.

A delegada-chefe da 38ª DP (Vicente Pires), Tânia Dias Soares, contou à reportagem do R7 que Santos usava o seu carro, um GM/Vectra de cor verde e placa JEP 3062, para escolher e abordar as vítimas nas paradas de ônibus.

— Somente no mês de outubro foram seis casos comprovados. Ele usava uma faca ou até mesmo a chave do veículo para intimidar as mulheres, quando ficavam em local oportuno e sozinhas, e as obrigava a entrar no veículo. Depois as levava para uma área deserta de Vicente Pires onde cometia todos os tipos de práticas sexuais que se pode imaginar. Por fim, as abandonava quando se sentia saciado.

Tânia relatou que o acusado sempre agia por volta das 5h30 e 6h, horário em que as mulheres aguardavam os ônibus para ir trabalhar.

— Ele abusava sexualmente de uma e quatro dias depois cometia novamente o crime, usando a mesma forma de abordagem em todas as situações.

Leia mais notícias no R7 DF

Sargento dos Bombeiros é preso acusado de abusar sexualmente de crianças no DF

Polícia prende homem de 58 anos suspeito de abusar sexualmente de enteada de nove

Vira-lata que evitou estupro da dona é tratado como herói pela família

As seis mulheres, após sofrerem os abusos, registraram a ocorrência na 38ª DP e repassaram as características do homem. A delegada explicou que assim que faziam o boletim de ocorrência, as vítimas eram levadas para o IML (Instituto Médico Legal) para fazer os exames, que comprovaram as violências sexuais.

— Todas elas falavam do Vectra verde que ele usava e detalhavam algumas características físicas, como uma tatuagem no peito com a inicial "K" e uma outra (tatuagem) no braço esquerdo.

Por conta do número alto de denúncias, a polícia começou a ir nos locais em que o "estuprador em série" costumava agir.

— Nós encontramos o veículo e a pessoa com todas as características passadas pelas vítimas e notamos que o homem passava lentamente nas paradas, como se estivesse escolhendo alguém. Nós fizemos a prisão dele e o trouxemos até a delegacia, onde foi reconhecido por todas as mulheres que foram abusadas por ele.

A polícia informou que, além de cometer a violência sexual, o homem também roubava os objetos das mulheres, como celulares, carteiras e dinheiro.

— No interior do carro dele também encontramos diversos pertences que ele tinha roubado delas.

Em depoimento, o homem confessou os crimes e afirmou não saber o porquê agia desta forma. Após analisar a situação de Santos, a polícia também descobriu que ele tem passagens por latrocínio (roubo seguido de morte) e estava em liberdade condicional.

— Ele cumpriu 20 anos em regime fechado e teria que cumprir mais 20 anos, porque estava em condicional.

Agora, além de perder o benefício (da liberdade condicional), o acusado vai responder pelos seis estupros e pelos roubos. Se condenado, poderá pegar mais 40 anos de prisão, fora os 20 que terá de cumprir em razão do crime anterior (latrocínio).

 
Veja Relacionados:  estuprador, vicente pires, violência sexual, abuso sexual, crime
estuprador  vicente pires  violência sexual  abuso sexual  crime 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS