Distrito Federal

23 de Dezembro de 2014

Notícias

Justiça permite que sem-tetos continuem em prédio invadido em Taguatinga

Prédio está ocupado desde o último dia 4 por cerca de 1.500 pessoas

Do R7, com TV Record Brasília | 19/01/2013 às 18h11
Publicidade

A Justiça do DF derrubou a liminar que pedia a retirada dos integrantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) de um prédio de Taguatinga, região administrativa do Distrito Federal. A decisão obrigava os manifestantes a sair do local no último domingo (13). Cerca de 1.500 pessoas ocupam a construção inacabada.

O prédio pertence à empresa Jarjour Veículos e Petróleo Ltda, que alegou estar construindo um centro de ensino superior. Segundo o MTST, o imóvel estaria abandonado e não cumpriria a função social.

Leia mais notícias no R7 DF

Mulher ganha bolo mofado e mercado se recusa a fazer a troca

Os manifestantes – na maioria, famílias de baixa ou nenhuma renda – pedem moradias. Em nota, o GDF declarou que não pode agir até que cada uma das famílias esteja cadastrada no Programa Morar Bem – que financia, no DF, casas do programa federal Minha Casa, Minha Vida. A entidade teve problemas com documentação e ainda não foi cadastrada. No mês passado, o MTST entregou novos documentos. Atualmente, o processo está em análise. Após a avaliação, caso haja alguma pendência, a Secretaria de Habitação do GDF afirmou que entrará em contato com o movimento. Segundo o governo, a ocupação não agilizará o processo

Assista ao vídeo:

Leia notícias do Carnaval 2013


O Portal R7 está de cara nova. Clique aqui e conheça a maior home dos portais brasileiros!

 
Veja Relacionados:  manifestantes, sem, teto, predio, invadido, taguatinga, df
manifestantes  sem  teto  predio  invadido  taguatinga  df 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS