Distrito Federal

1 de Novembro de 2014

Notícias

Mais um caso de abandono no DF: mãe é presa após deixar o filho de cinco anos trancado em casa

Na semana passada, duas crianças foram esquecidas pelos pais dentro do carro

Do R7, com TV Record | 05/02/2013 às 01h39
Publicidade

Após duas crianças terem sido esquecidas dentro de carro em Brasília, mais um caso foi parar na polícia. Uma mulher de 21 anos foi levada a delegacia após deixar o filho de cinco anos trancado dentro de um apartamento no 2º andar de um prédio em Ceilândia, região administrativa do DF. Os vizinhos ouviram os gritos do garoto pedindo socorro e chamaram os bombeiros. A porta foi arrombada e a avó imediatamente pegou a criança e outros dois netos. As crianças teriam ficado sozinhas por cerca de cinco horas neste domingo (3).

De acordo com vizinhos, não é a primeira vez que as crianças ficam sozinhas dentro de casa. Uma mulher, que preferiu não se identificar, disse que isso acontece de "segunda a segunda". A mãe sai para trabalhar e deixa os meninos sozinhos. Outra vizinha disse que vários moradores já teriam oferecido ajuda a mulher, mas ela nunca aceitou.

Quando apareceu em casa, a mãe das crianças foi detida por policiais militares. Ela foi levada para a delegacia onde negou em depoimento a versão dos vizinhos. Ao delegado Adrierlis Ribeiro, ela disse que teria ido ao supermercado.

— Ela afirmou que tinha ido ao supermercado. Mas confrontamos as informações dela, com as do padrasto das crianças e dos vizinhos, e vimos que era mentira e que a criança estava abandonada mesmo.

A mulher não tinha passagens pela polícia e vai responder por abandono de incapaz. Se condenada, pode pegar de seis meses a três anos de prisão. Uma fiança será estipulada que se for paga, poderá responder ao processo em liberdade. Ela corre o risco de perder a guarda do filho abandonado.

Leia mais notícias no R7 DF

Veja imagens do resgate de criança trancada em carro. Mãe se irrita e ataca cinegrafista

No sábado (2), um menino de aproximadamente dois anos foi deixado pela mãe e o pai dentro do carro estacionado na quadra 116 da Asa Norte, região central de Brasília. Ela esqueceu as chaves dentro do carro com o filho. Enquanto o marido foi buscar a chave reserva, os bombeiros foram chamados para resgatar a criança.

Os bombeiros resolveram quebrar o vidro do veículo para resgatar a criança. A mãe se opôs e teria dito que não era para danificar o carro. Mesmo assim, os bombeiros quebraram seguindo procedimento padrão, de acordo com o comandante da operação, Alex Miller.

— Nós fomos chamados porque nos informaram que uma criança estava presa dentro de um carro. Quando chegamos aqui, a criança estava muito agitada, chorando muito e bastante suada. Para salvar a vida da criança e evitar uma asfixia resolvemos quebrar o vidro e tirá-la de lá. Mesmo contra a vontade da mãe, porque nossa missão é preservar a vida.

O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia que apura o caso e investiga se houve negligência dos responsáveis pela criança.

Na semana passada, uma menina de quatro anos foi deixada trancada dentro do carro no estacionamento de um shopping da Asa Norte, área central de Brasília. Uma equipe da PMDF (Polícia MIlitar do DF) fazia ronda na região quando observou a criança presa no veículo. Os policiais ensinaram a menina a abrir a porta pelo ladro de dentro e aguardaram pela chegada da mãe, que apareceu quase 40 minutos depois.

A mulher alegou à polícia que deixou a filha com o pai enquanto ia ao dentista. O pai, que tem 81 anos, contou que viu a mulher e a criança saindo do carro e não percebeu que, na verdade, ela estava no banco de trás do veículo.

Assista ao vídeo:

 

O Portal R7 está de cara nova. Clique aqui e conheça a maior home dos portais brasileiros!

 

 
Veja Relacionados:  abandono, criança, carro, df
abandono  criança  carro  df 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS