Distrito Federal

23 de Novembro de 2014

Notícias

Pais de brasiliense desaparecido no Peru oferecem recompensa de R$ 3,8 mil para quem encontrá-lo vivo

Sugestão foi feita pela polícia local, que acredita que isso incentivará a população

Gustavo Frasão, do R7 | 01/02/2013 às 10h47
Publicidade

Os pais do brasiliense Artur Paschoali, 19 anos, desaparecido no Peru desde o dia 21 de dezembro de 2012, decidiram oferecer recompensa de R$ 3,8 mil, o que equivale a 5 mil novos soles peruanos, para quem encontrar o jovem vivo.

As informações foram repassadas pelo irmão de Arthur, o engenheiro civil Felipe Paschoali. Ele contou que os pais divulgaram o valor na noite desta quinta-feira (31) e continuarão no distrito de Santa Tereza, que fica perto de Machu Picchu, onde o rapaz foi visto pela última vez, por tempo indeterminado.

— Eles não voltam sem o Arthur. Sem previsão de retorno. A esperança de encontrá-lo vivo ainda é grande dentro de todos nós.

No início do mês de janeiro os pais de Arthur chegaram a informar que pensavam em oferecer recompensa às pessoas que fornecessem qualquer tipo de informação ou localização do rapaz, mas não tinham estipulado valores até então. A sugestão foi feita pela polícia peruana, que afirmou que isso pode incentivar as buscas da população local também.

— Foi uma decisão muito difícil, porque os gatos estão realmente muito elevados.

Leia mais notícias no R7 DF

Após reforma, dois vestiários do Parque da Cidade serão entregues

Depois de tragédia em Santa Maria (RS), Agefis fecha seis estabelecimentos em situação irregular

Os pais de Arthur estão no Peru desde o dia 02 de janeiro acompanhando as buscas da polícia local. O mochileiro foi visto pela última vez em de dezembro quando saiu do local onde estava hospedado para fotografar, dia em que também fez último contato com a família.

Para o comerciante Wanderlan Vieira, pai do mochileiro, moradores da região relataram ter visto Arthur andando em diversos lugares, geralmente isolados da área urbana, e pelo menos duas pessoas prestaram depoimento à polícia informando os possíveis lugares por onde o jovem deve ter passado.

A atual autoridade máxima brasileira no Peru, o encarregado de negócios da Embaixada do Brasil em Lima, Pedro Dalcero, fez algumas reuniões com o ministro peruano do Interior, Wilfredo Pedraza, na última sexta-feira (26) para definir estratégias e formas de ação para encontrar o rapaz.

Apesar de estar há 42 dias sem notícias do irmão, Felipe diz que está animado e esperançoso pela volta de Arthur. Para ele, a qualquer momento surgirá uma boa notícia.

— A participação de inúmeros amigos auxiliando tem sido fundamental para podermos oferecer a recompensa, custear várias buscas guiadas, além dos gastos com viagem, hospedagem e alimentação dos meus pais. Agradecemos a todos, em especial por aqueles que nos ajudam fazendo orações de todo o Brasil.

O Portal R7 está de cara nova. Clique aqui e conheça a maior home dos portais brasileiros!

 
Veja Relacionados:  peru, desaparecido, arthur, felipe, mochileiro, santa tereza, viagem, desaparecido, sumido
peru  desaparecido  arthur  felipe  mochileiro  santa tereza  viagem  desaparecido  sumido 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS