Distrito Federal

2 de Setembro de 2014

Notícias

Para reduzir índices de reprovação, governo muda sistema de avaliação nas escolas públicas do DF

Nova medida terá aplicação imediata em 70 unidades e beneficiará 35 mil alunos

Do R7 | 15/01/2013 às 12h40
Publicidade

O Governo do DF ampliará, neste ano, a Política Educacional do Ciclo de Aprendizagem no currículo da educação básica. Escolas das regionais de ensino do Guará, Recanto das Emas, São Sebastião, Núcleo Bandeirante e Santa Maria serão as primeiras do Distrito Federal a implementar o programa. Na prática, os 4º e 5º anos do Ensino Fundamental serão convertidos em um só período de aprendizagem. A reestruturação substitui o sistema convencional de seriação por divisão em ciclos. Isso quer dizer que a reprovação de alunos obedecerá a novos critérios.

Ao todo, 70 instituições de ensino adotarão a medida, que beneficiará cerca de 35 mil alunos. A meta é que até 2014 toda a educação básica seja organizada em ciclos. Uma das principais propostas da Política de Ciclos é organizar o conteúdo programático por setores do conhecimento. Essas áreas foram divididas em linguagem, matemática, ciências da natureza e ensino religioso, explica o secretário de Educação, Denilson Bento da Costa.

— É um ganho imenso para o professor, que terá o número de aulas e alunos reduzidos, podendo se dedicar mais a sanar os problemas de um pequeno grupo. Os conteúdos serão interligados, e, com as novas estratégias de ensino, os alunos poderão fixá-los por aprendizagem e não por decoreba.

Leia mais notícias no R7 DF

Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, pode ser visitada em exposição no DF

Semestralidade

A outra novidade diz respeito ao Ensino Médio, que se chamará quarto ciclo. Essa etapa da educação básica manterá a divisão seriada com os tradicionais 1º, 2º e 3º anos. A diferença é que cada ano letivo será dividido em dois blocos semestrais, que agora ganharam o nome de semestralidade. As disciplinas de português, matemática, educação física, ensino religioso e parte diversificada (que reúne conteúdos da diversidade étnica, de gênero, entre outros) estarão presentes nas duas semestralidades.

Os demais conteúdos foram divididos e serão ministrados em cada um dos semestres. De acordo com o secretário de Educação, na semestralidade há duas chances de recuperação: uma no primeiro semestre e outra no fim do ano.

— As escolas que adotarem o sistema também terão mais recursos para investir em materiais como retroprojetor. Temos que fazer com que o DF volte a ser um dos primeiros colocados no Ideb [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica].

A mudança, que substitui o sistema de seriação convencional por ciclos, ajudará a reduzir o índice de reprovação. De acordo com o Censo Escolar de 2011, o DF possui a segunda maior taxa de reprovação do Brasil (quase 20% do Ensino Médio). O Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) também apontou uma queda de posição do DF no Ideb.

Diretrizes

Os 6º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental corresponderão ao terceiro ciclo, que só funcionará em escolas que apresentarem condições de adotar o novo sistema. Por enquanto, apenas 13 escolas estão habilitadas. Já os 1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental foram convertidos em Bloco I do segundo ciclo entre 2005 e 2008.

As reestruturações são feitas com base no artigo 23 da Lei de Diretrizes e Bases, que diz que "a educação básica poderá organizar-se em séries anuais, períodos semestrais, ciclos, alternância regular de períodos de estudos, grupos não-seriados, com base na idade, na competência e em outros critérios, ou por forma diversa de organização, sempre que o interesse do processo de aprendizagem assim o recomendar."

As informações são da Agência Brasília.

Veja como está a reestruturação do sistema de ensino no DF
Antes da nova
Política Educacional 
Após instituição da
Política Educacional  
Situação
Educação infantil
(0 a 3 anos – creche)
Primeiro ciclo Concluído
Educação infantil (4 a 5 anos) Primeiro ciclo Concluído
1º, 2º e 3º anos do
ensino fundamental I
Segundo ciclo
Bloco I (BIA – 6, 7 e 8
anosde idade)
Concluído entre 2005 e 2008
4º e 5º anos do
ensino fundamental I
Segundo ciclo
Bloco II
Aplicação imediata em cinco regionais de ensino 
6º ao 9º ano do
ensino fundamental II
Terceiro ciclo Apenas nas escolas que aderirem e apresentarem condições (13 escolas, a princípio)
Ensino médio Quarto ciclo
Semestralidade
Aplicação imediata em 63 escolas, das 87 que ofertam o ensino médio

Fonte: Secretaria de Educação do DF

 

 
Veja Relacionados:  secretaria de educação, índices de reprovação, sistema de avaliação, escolas públicas
secretaria de educação  índices de reprovação  sistema de avaliação  escolas públicas 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS