Distrito Federal

29 de Julho de 2014

Notícias

Para reduzir índices de reprovação, governo muda sistema de avaliação nas escolas públicas do DF

Nova medida terá aplicação imediata em 70 unidades e beneficiará 35 mil alunos

Do R7 | 15/01/2013 às 12h40
Publicidade

O Governo do DF ampliará, neste ano, a Política Educacional do Ciclo de Aprendizagem no currículo da educação básica. Escolas das regionais de ensino do Guará, Recanto das Emas, São Sebastião, Núcleo Bandeirante e Santa Maria serão as primeiras do Distrito Federal a implementar o programa. Na prática, os 4º e 5º anos do Ensino Fundamental serão convertidos em um só período de aprendizagem. A reestruturação substitui o sistema convencional de seriação por divisão em ciclos. Isso quer dizer que a reprovação de alunos obedecerá a novos critérios.

Ao todo, 70 instituições de ensino adotarão a medida, que beneficiará cerca de 35 mil alunos. A meta é que até 2014 toda a educação básica seja organizada em ciclos. Uma das principais propostas da Política de Ciclos é organizar o conteúdo programático por setores do conhecimento. Essas áreas foram divididas em linguagem, matemática, ciências da natureza e ensino religioso, explica o secretário de Educação, Denilson Bento da Costa.

— É um ganho imenso para o professor, que terá o número de aulas e alunos reduzidos, podendo se dedicar mais a sanar os problemas de um pequeno grupo. Os conteúdos serão interligados, e, com as novas estratégias de ensino, os alunos poderão fixá-los por aprendizagem e não por decoreba.

Leia mais notícias no R7 DF

Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, pode ser visitada em exposição no DF

Semestralidade

A outra novidade diz respeito ao Ensino Médio, que se chamará quarto ciclo. Essa etapa da educação básica manterá a divisão seriada com os tradicionais 1º, 2º e 3º anos. A diferença é que cada ano letivo será dividido em dois blocos semestrais, que agora ganharam o nome de semestralidade. As disciplinas de português, matemática, educação física, ensino religioso e parte diversificada (que reúne conteúdos da diversidade étnica, de gênero, entre outros) estarão presentes nas duas semestralidades.

Os demais conteúdos foram divididos e serão ministrados em cada um dos semestres. De acordo com o secretário de Educação, na semestralidade há duas chances de recuperação: uma no primeiro semestre e outra no fim do ano.

— As escolas que adotarem o sistema também terão mais recursos para investir em materiais como retroprojetor. Temos que fazer com que o DF volte a ser um dos primeiros colocados no Ideb [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica].

A mudança, que substitui o sistema de seriação convencional por ciclos, ajudará a reduzir o índice de reprovação. De acordo com o Censo Escolar de 2011, o DF possui a segunda maior taxa de reprovação do Brasil (quase 20% do Ensino Médio). O Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) também apontou uma queda de posição do DF no Ideb.

Diretrizes

Os 6º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental corresponderão ao terceiro ciclo, que só funcionará em escolas que apresentarem condições de adotar o novo sistema. Por enquanto, apenas 13 escolas estão habilitadas. Já os 1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental foram convertidos em Bloco I do segundo ciclo entre 2005 e 2008.

As reestruturações são feitas com base no artigo 23 da Lei de Diretrizes e Bases, que diz que "a educação básica poderá organizar-se em séries anuais, períodos semestrais, ciclos, alternância regular de períodos de estudos, grupos não-seriados, com base na idade, na competência e em outros critérios, ou por forma diversa de organização, sempre que o interesse do processo de aprendizagem assim o recomendar."

As informações são da Agência Brasília.

Veja como está a reestruturação do sistema de ensino no DF
Antes da nova
Política Educacional 
Após instituição da
Política Educacional  
Situação
Educação infantil
(0 a 3 anos – creche)
Primeiro ciclo Concluído
Educação infantil (4 a 5 anos) Primeiro ciclo Concluído
1º, 2º e 3º anos do
ensino fundamental I
Segundo ciclo
Bloco I (BIA – 6, 7 e 8
anosde idade)
Concluído entre 2005 e 2008
4º e 5º anos do
ensino fundamental I
Segundo ciclo
Bloco II
Aplicação imediata em cinco regionais de ensino 
6º ao 9º ano do
ensino fundamental II
Terceiro ciclo Apenas nas escolas que aderirem e apresentarem condições (13 escolas, a princípio)
Ensino médio Quarto ciclo
Semestralidade
Aplicação imediata em 63 escolas, das 87 que ofertam o ensino médio

Fonte: Secretaria de Educação do DF

 

 
Veja Relacionados:  secretaria de educação, índices de reprovação, sistema de avaliação, escolas públicas
secretaria de educação  índices de reprovação  sistema de avaliação  escolas públicas 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS