Distrito Federal

30 de Julho de 2014

Notícias

Preso em flagrante por sequestro-relâmpago, jovem disse que carro da vítima seria vendido por R$ 2 mil

Rapaz ficou sob o poder dos assaltantes durante três horas

Do R7, com TV Record Brasília | 19/12/2012 às 14h25
Publicidade

Um jovem de 22 anos foi preso logo após sequestrar um rapaz e abandoná-lo às margens da DF-180. Eles levaram o carro, mas, pouco depois, foram capturados pela polícia.

Jonathan Miranda da Silva foi preso em flagrante e levado para a delegacia. Os dois homens que estavam com ele conseguiram fugir. Aos investigadores, o suspeito contou que foi chamado por outros colegas apenas para dirigir o carro roubado, que seria revendido por R$ 2 mil.

O motorista foi abordado na Asa Norte, na área central de Brasília, depois de deixar a namorada em casa. Ele ficou em poder dos sequestradores por mais de três horas. Circularam pelo Núcleo Bandeirante e Samambaia e sacaram mais de R$ 1 mil com o cartão de crédito da vítima.

Leia mais notícias no R7 DF

Médico constrói casa 'à prova do fim do mundo' em Alto Paraíso de Goiás

O carro da vítima, que estava amassado, foi recuperado pela polícia no Gama, região administrativa do DF.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do DF, só nos primeiros 17 dias de dezembro já foram registrados 22 sequestros-relâmpagos. O Plano Piloto lidera o ranking das regiões preferidas pelos bandidos, seguida por Taguatinga, Gama, Ceilândia, Guará, Samambaia e Paranoá.

O Portal R7 está de cara nova. Clique aqui e conheça a maior home dos portais brasileiros!

 

 
Veja Relacionados:  preso, flagrante, sequestro-relâmpago, carro, R$ 2 mil
preso  flagrante  sequestro-relâmpago  carro  R$ 2 mil 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS