Policiais se comovem, pagam fiança e compram comida para pai que roubou 2 kg de carne no DF

Sem comer há dois dias, o homem desmaiou ao prestar depoimento à polícia

Homem não comia há dois dias e que a única comida que tinha em casa havia dado para o filho
Homem não comia há dois dias e que a única comida que tinha em casa havia dado para o filho Reprodução/TV Record Brasília

Após ser preso por ter roubado 2kg de carne em um supermercado de Santa Maria (DF), um eletricista de 45 anos, teve a fiança paga por policiais e foi solto da 20ª Delegacia de Polícia do Gama (DF). Comovidos com o homem, policiais fizeram uma vaquinha para comprar alimentos e doar a ele. O caso aconteceu nesta quarta-feira (13).

Ao ser preso, quando foi prestar depoimento à polícia, o eletricista passou mal. Ele contou que não comia há dois dias e que a única comida que tinha em casa havia dado para o filho. 

Desesperado, ele foi a um supermercado e tentou levar a porção de carne, mas foi pego pelo dono do estabelecimento. 

Leia mais notícias no R7 DF

Bombeiros e policiais fazem parto de gêmeas em rodovia no DF

Os policiais se comoveram ao saber da história do eletricista, que está desempregado e, caso ele ficasse preso, não haveria ninguém para cuidar de seu filho, de 12 anos. A mulher dele está doente e ele precisa sustentar a casa e um filho. Para isso, ele tem contado apenas com o benefício do programa Bolsa Família, no valor de R$ 70. 

A mulher do eletricista sofreu um acidente e passou oito meses no hospital e, ao se recuperar, ela foi morar com um filho, de outro casamento, porque sua família não podia lhe manter. Neste período, o eletricista perdeu o emprego e passou a viver de bicos. Mas ele não conseguia trabalho há cerca de dois meses.