Distrito Federal

Distrito Federal

14/8/2013 às 01h42 (Atualizado em 14/8/2013 às 13h37)

Relatório sobre morte de motovelocista no Autódromo de Brasília deve ser divulgado nesta quarta-feira

Documento foi elaborado pela Federação de Motociclismo do DF

Do R7

Um relatório sobre possíveis motivos do acidente que matou a motovelocista Vanessa Daya no autódromo de Brasília deve ficar pronto nesta quarta-feira (14). Informação é da organizadora de eventos da Federação de Motociclismo do DF Dida Brasil.  

O documento foi organizado pela comissão técnico desportiva da entidade,constituída por profissionais de motovelocidade. O grupo fez várias análises como a verificação da pista, da vestimenta, análise de vídeos do acidente, entre outros. Dida Brasil frisou que o documento não é um laudo e sim um relatório.  
A campeã brasiliense de motovelocidade morreu  após ter lutado três dias pela vida na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HBB (Hospital de Base de Brasília).

Leia mais notícias no R7 DF  

Veja as telas de Cândido Portinari do acervo do Banco Central  

Logo após o acidente, a piloto recebeu os primeiros socorros da equipe médica do campeonato e foi levada ao hospital. Ainda no dia do acidente, ela passou por cirurgia em que recebeu dois catéteres. Um para estabilizar a pressão intracraniana e um para drenagem no tórax. 

Segundo a motociclista Dani Manola, que acompanhou o acidente, Vanessa foi arremessada e atingida duas vezes pela moto. 

Assista ao vídeo:

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!