Distrito Federal

Servidor Público do DF cria rede social movida a desafios

Mais de 800 pessoas já venceram desafios como parar de fumar e emagrecer com a ajuda da rede

Do R7

Desde a criação do site, Walmar encarou vários desafios como passar em um concurso público com mais de 1.200 candidatos por vaga Arquivo Pessoal

Saltar de paraquedas, largar o cigarro, andar de balão, passar em concurso público, entrar em forma, aprender outro idioma. Sonhos de muitas pessoas e alguns dos 80 desafios propostos pela rede social Mude.nu criada pelo jornalista e servidor público Walmar Andrade, de 31 anos.

Para incentivar as pessoas a levar uma vida mais emocionante e menos ordinária, que não se resuma a ir de casa para o trabalho e do trabalho para casa, ele criou a rede em 2010 e hoje já conta com mais de 10 mil usuários cadastrados.

Walmar explica que a rede social tem cerca de 80 desafios listados e para cada um deles há artigos que ensinam como aquele desafio pode ser cumprido. Uma vez dentro do desafio, as pessoas podem ler os posts, trocar ideias no fórum, ter acesso a ferramentas que ajudem a vencer o desafio e adicionar como parceiras outras pessoas que tenham os mesmos objetivos. 

— Se a pessoa conseguir vencer o desafio, ela clica o botão de completar e deixa um depoimento sobre como conseguiu, inspirando os outros a fazer o mesmo.

Leia mais notícias no R7 DF

Morador do DF cria 'facebook alternativo' e conquista um milhão de usuários em três meses

Desde que lançou a rede, Walmar conta que já voou de balão, estudou inglês no exterior, passou em um concurso público com mais de 1.200 candidatos por vaga, praticou voluntariado e escreveu um livro de contos.

Natural de Recife e há dois anos em Brasília, Walmar criou a rede depois de assistir ao filme A Rede Social que conta a história da criação do Facebook. Com custo inicial de R$ 19 por mês, ele lembra que colocou o site no ar em apenas um dia. Além do conhecimento em programação e design, o espírito aventureiro inspirou a criação da rede.

— Penso que quem trabalha em um emprego de que não gosta e tem que bater ponto na entrada e na saída só para cumprir uma rotina, independentemente do que está produzindo no trabalho, não se diferencia muito de alguém que está cumprindo uma prisão em regime semiaberto

Na época, ele aguardava a nomeação para o concurso público prestado em Brasília para ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Poco tempo depois de nomeado, Walmar passou no concurso do Senado Federal, em que concorreu com cerca de 1.200 candidatos para uma vaga. Após a conquista, o servidor lançou o desafio na rede "Passar em um concurso público", postou dicas e deixou o depoimento sobre a tarefa cumprida. Hoje, mais de 800 'concurseiros' e concursados compartilham alegrias e frustrações na comunidade.

Parceria

Logo no início do projeto, Walmar convidou o amigo e também jornalista André Valongueiro, 30 anos, para ajudar a gerenciar o projeto. André trabalhava como desenvolvedor web até setembro deste ano, quando saiu definitivamente do emprego para viver na prática o estilo de vida que a rede divulga. De Recife, ele trabalha para a rede e escreve a maior partes das publicações. Para ele, a vida deve ser movida a desafios e já perdeu as contas de quantos já encarou. 

— Corri dezenas de provas de corrida de rua de 5Km, 10Km e 21Km, diversos Triathlons, incluindo provas de longa distância com quase 6h de duração, estive em bandas de Heavy Metal excursionando pela Europa, abandonei dezenas de hábitos negativos, larguei os estudos formais para me tornar um autodidata em praticamente todas as áreas, estudei sedução e larguei um "emprego chato" para trabalhar com o que amo.

O brasiliense e estudante de economia, Lucas Dantas, 22 anos, é um dos integrantes da rede social e já encara os desafios de aprender outro idioma, tocar um instrumento, cozinhar como um chef, entrar em forma e ser mais produtivo. Ele conta que no site descobriu um método de produtividade chamado GTD e com ele passou a conseguir realizar várias coisas em menos tempo.

O site tem hoje mais de 10 mil pessoas cadastradas, 190 mil visitantes por mês, 400 posts, 80 desafios e dezenas de conversas no fórum. Walmar e André não possuem contratos comerciais e nem clientes, mas esperam que a rede deslanche com os depoimentos dos próprios membros para que cada vez, mais pessoas, consigam realizar sonhos e vencer obstáculos.

* Colaborou Renata de Paula, estagiária do R7

  • Espalhe por aí:
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!