Após maior alta desde 1999, dólar cai nesta sexta-feira

Com escândalo em torno do presidente Michel Temer, moeda norte-americana disparou ontem

Dólar fechou em queda de 8,15% ontem
Dólar fechou em queda de 8,15% ontem Gary Cameron/Reuters

O abalo que tomou conta do mercado financeiro ontem, com a divulgação de uma delação que atinge diretamente o presidente Michel Temer (PMDB), arrefeceu nesta sexta-feira (19). Às 10h40, o dólar caía 2,59%, vendido a R$ 3,30.

Ontem, a moeda norte-americana chegou a R$ 3,40 - alta de 8,15%, a maior para um único dia desde 1999. Outras moedas estrangeiras, como euro e libra também dispararam, mas caíam nesta sexta-feira.

Já o Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, subia 1,62% no horário, a 62.597,34 pontos. A queda no começo da manhã de ontem chegou a superar os 10%, fazendo com que o pregão fosse interrompido por meia hora.

A bolsa fechou com queda de 8,8% na quinta-feira.

Empresas listadas na Bolsa perderam R$ 219 bilhões em valor de mercado nesta quinta-feira

O escândalo da Lava Jato divulgado ontem atingiu algumas empresas de forma mais severa. Foi o caso da Cemig, onde o senador afastado Aécio Neves (PSDB) é suspeito de ter influência, que caiu mais de 40%. Os papeis da JBS também acumularam quedas superiores a 10%.