Economia

21/8/2013 às 14h55 (Atualizado em 21/8/2013 às 16h13)

Com criação de 41.463 vagas de emprego no mês passado, Brasil tem o pior julho em 10 anos

Dados foram divulgados nesta quarta-feira (21) pelo Ministério do Trabalho

Do R7

O levantamento também aponta que em julho foram 1.781.308 admissões e 1.739.845 desligamentos Itaci Batista/Estadão Conteúdo

Dados divulgados pelo Ministério do Trabalho, nesta quarta-feira (21), mostram que em julho foram gerados 41.463 novos empregos. Este foi o pior resultado para o mês desde 2003, quando foram registrados 38.069 novos postos. O saldo líquido de empregos formais com carteira assinada em junho foi de 123.836.

As informações fazem parte do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). O levantamento também aponta que em julho foram 1.781.308 admissões e 1.739.845 desligamentos, maiores do que junho, quando foram registrados 1.772.194 contratações e 1.648.358 saídas de trabalhos formais.

De acordo com a pesquisa, seis setores apresentaram expansão no nível de emprego no período: agricultura (1,08%), serviços (0,07%), indústria de transformação (0,09%), construção civil (0,15%), comércio (0,02%) e administração pública (0,01%).

O resultado positivo do setor de serviços é consequência da criação de vagas nas seguintes áreas: serviços médicos e odontológicos, comércio e administração de imóveis, transporte e comunicações e alojamento e alimentação.

O número de trabalhadores assalariados também aumentou 2,29% no acumulado do ano, referente a um acréscimo de 907.214 postos de trabalho.

Leia mais notícias de economia

Na comparação de janeiro de 2011 com julho de 2012, o crescimento foi de 10,24%, um aumento de 4,5 milhões postos de trabalho.

Regiões

A região Sul do Brasil registrou redução no número de vagas no mês, devido ao desempenho negativo do Rio Grande do Sul que cancelou 3.644 postos de trabalho, relacionados principalmente à indústria da borracha e do fumo. Uma queda mínima de 0,01%.

No período, o Sudeste criou 17.418 vagas, Nordeste 10.005, Norte 7.765 e Centro-Oeste, 16.775. O Estado de São Paulo criou 8.474 oportunidades com carteira assinada, abaixo apenas de Minas Gerais com 11.633.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Ranking

Executiva mais bem paga do mundo nasceu homem. Descubra quem é

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Objetos estranhos com preços salgados

Você pagaria R$ 1 milhão por uma câmera, garagem ou TV?

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Dinheiro

Nos 20 anos de Real, veja moedas que passaram pelo bolso do brasileiro

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Coração de ouro

Ricaças e poderosas ajudam a arrecadar mais de R$ 7 bi para causas sociais

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Economia

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!