Como aplicar o FGTS no cuidado com a família

Seguro de vida é uma forma simples e barata de deixar protegido quem a gente mais ama

Matéria Patrocinada

Comece a pensar no futuro da família com o FGTS Thinkstock

No dia 10 de março, o governo iniciou o período de saques das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O dinheiro chega em boa hora para aproximadamente 30 milhões de brasileiros, que agora se perguntam: o que fazer com a quantia recebida? Comprar aquela televisão nova ou renovar o guarda-roupa pode ser tentador, mas o momento econômico do país pede um pouco mais de prudência na hora de decidir o destino do dinheiro. Especialistas recomendam usar a quantia para quitar as dívidas e começar agora a pensar no futuro.

O seguro de vida pode ser uma boa opção para garantir o padrão de vida da família em caso de uma fatalidade. “É um produto excelente para quem se preocupa com o planejamento financeiro. Por uma pequena parcela mensal, o cliente deixa a família bem cuidada”, explica o gerente de seguros de vida da Caixa Seguradora, Castelano Ribeiro. “É uma forma, por exemplo, de pais deixarem garantida a educação dos filhos em caso de alguma fatalidade”.

Existem produtos para todos os bolsos e necessidades. Na Caixa Seguradora, por exemplo, há planos a partir de R$ 14,84 por mês. Além de permitir a garantia do padrão de vida da família, esses produtos costumam contar com assistências. Muitos oferecem o check-up lar, que garante ao cliente serviços de limpeza de caixa d´água, revisão de instalação elétrica, verificação de vazamentos e até mesmo o aluguel de caçamba para retirada de entulho.

Outra vantagem é que os seguros de vida não são taxados. Em caso de sinistro, as indenizações são pagas sem descontos e em pouco tempo, explica Ribeiro. “A indenização do seguro de vida é destinada aos beneficiários indicados ou, se não houver indicação de beneficiário, para os herdeiros legais. Não entra no processo burocrático do inventário”.

Para contratar o produto e manter a vida financeira da família tranquila em caso de uma eventualidade, o mais indicado é procurar o gerente do banco. Uma dica importante é avaliar a atual fase da vida e a necessidade de cada família para escolher a melhor modalidade de seguro.

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!