Economia

14/12/2013 às 12h41 (Atualizado em 9/2/2014 às 11h32)

Férias coletivas: saiba quais são os direitos dos trabalhadores

Período de folga não pode ser inferior a dez dias corridos

Joyce Carla, do R7

O pagamento das férias coletivas é como o das férias normais Thinkstock

No fim de ano, é comum algumas empresas darem férias coletivas para os funcionários. Mas as regras trabalhistas nem sempre são cumpridas.

De acordo com o MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), as férias coletivas podem ser concedidas a todos os trabalhadores, a determinados estabelecimentos, ou somente a certos setores da empresa, e não pode ser inferior a dez dias corridos.

O pagamento das férias coletivas é como o das férias normais e deve ser feito antes do período de folga.

Você conhece os seus direitos em caso de demissão?

O consultor trabalhista da Confirp Consultoria Contábil, Fabiano Giusti, afirma que são as empresas que decidem quando e por quantos dias haverá férias coletivas.

— O descanso não é opcional do trabalhador. E os dias são descontados das férias normais.

Isso quer dizer que, ao ter férias coletivas, os trabalhadores ficam com no máximo 20 dias para as férias normais.

Abono

De acordo com o diretor da Direto Contabilidade, Gestão e Consultoria, Silvinei Toffanin, o abono pecuniário (venda de dez dias das férias) dependerá da convenção coletiva dos trabalhadores.

A empresa que conceder férias coletivas deve avisar ao Ministério do Trabalho e sindicatos com, pelo menos, 15 dias de antecedência. O MTE explica que o comunicado deve ser feito ao profissional por meio de aviso nos locais de trabalho.

Fabiano recomenda que os trabalhadores sejam comunicados com antecedência mínima de um mês.

— Como ocorre com as férias regulares.

Proporcional

Para os trabalhadores no ano em que as férias coletivas serão concedidas, o pagamento será proporcional. Silvinei dá um exemplo: um trabalhador que tem oito meses de empresa terá direito a 20 dias de férias. Se tiver 14 dias de férias coletivas, sobrará seis dias para as férias regulares.

— A empresa e o trabalhador podem entrar em um acordo para que o funcionário tenha os 20 dias de férias e passe a contar um novo período de descanso a partir do fim das coletivas, por exemplo.

Exceções

Os trabalhadores com menos de 18 anos e os com mais de 50 anos de idade não podem ter as férias divididas. Nesses casos, o período de descanso deve ser concedido de uma vez.

Leia mais notícias sobre Economia

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Ranking

Executiva mais bem paga do mundo nasceu homem. Descubra quem é

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Objetos estranhos com preços salgados

Você pagaria R$ 1 milhão por uma câmera, garagem ou TV?

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Dinheiro

Nos 20 anos de Real, veja moedas que passaram pelo bolso do brasileiro

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Coração de ouro

Ricaças e poderosas ajudam a arrecadar mais de R$ 7 bi para causas sociais

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Economia

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!