R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 22/09/2011 às 08h47:

Economia brasileira volta a crescer em julho

Consumo das famílias e gastos do governo foram os responsáveis pelo avanço

Do R7

Publicidade

O consumo das famílias e os gastos do governo foram os responsáveis por colocar as riquezas do Brasil no azul em julho. Após a quase estabilidade no Indicador de Atividade Econômica em junho, o chamado PIB Mensal voltou a crescer no sétimo mês do ano. O avanço foi de 0,4%, segundo a empresa de análise de crédito Serasa Experian.

A pesquisa serve como uma forma de medir o desempenho da economia a partir da atividade de seus principais setores (agropecuária, indústria, serviços) e tipos de gastos (consumo das famílias, gastos do governo, exportações e importações).

O resultado oficial do PIB (Produto Interno Bruto, soma dessas riquezas) é dado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a cada três meses, mas o dado da Serasa visa a dar uma ideia de como esses números vão se comportar ao longo do ano.

Segundo o indicador, divulgado nesta quinta-feira (22), o PIB Mensal já patina perto do zero desde março, quando a economia não teve crescimento nem queda. Em abril, o indicador havia avançado 0,2% na comparação com março. Em maio, o índice havia subido 0,4% em relação a abril. Em junho houve uma queda de 0,1%, que foi revista e mostrou estabilidade. Dessa vez, a taxa de crescimento do PIB Mensal repetiu o crescimento de maio.

Em relação ao mesmo mês de 2010, o crescimento da atividade econômica foi de 3%. Nos 12 meses encerrados em julho, houve expansão de 4,4% da geração de riquezas.

A atividade econômica continua sendo puxada pelo consumo das famílias, que cresceu 1,1% em julho, e pelos gastos do governo com as próprias contas (alta de 0,4%).

Os investimentos caíram 2,5% e as exportações, 2,2%. Foram esses dois números que evitaram uma retomada mais forte da produtividade brasileira no mês, segundo a Serasa.

Outra boa notícia foi a recuperação da atividade industrial, que avançou 0,7% após ter caído 1,3% no mês anterior. A indústria é uma das mais afetadas por essa nova crise e, especialmente a brasileira, sofre com o dólar baixo em relação ao real que barateia importações e torna as fábricas daqui menos competitivas em relação às de fora.

Com a alta do dólar e o aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) neste mês, é possível que a indústria apresente mais crescimento nos próximos resultados da pesquisa.

A alta de 0,3% da produção agropecuária também foi importante para a retomada da geração de riquezas em julho.

Brasil pisa no freio

Até agora, os melhores meses do ano para a economia foram janeiro e fevereiro, quando o PIB Mensal havia avançado 0,5%. Desde então a economia vem pisando no freio aos poucos, e agora teve um leve aumento.

- Tal desaceleração é fruto das medidas de aperto fiscal e monetário introduzidas pelo governo, a partir do final de 2010, como forma de se combater a alta da inflação.

Entre elas, aparece o aumento da taxa básica de juros (a Selic, que hoje está em 12,5% ao ano) e outras medidas para encarecer o crédito, como o aumento do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) do cartão de crédito e do financiamento longo e dos depósitos compulsórios – a grana que os bancos são obrigados a deixar depositada no BC (Banco Central).

 

Veja Relacionados:  economia, riqueza, produção, consumo, renda, trabalho, comércio, investimento
economia  riqueza  produção  consumo  renda  trabalho  comércio  investimento 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping