R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

30 de Julho de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 13/01/2012 às 07h40:

Governo fixa regras de linha de crédito do
FGTS para compra de material de construção

Fimac FGTS libera até R$ 20 mil, com financiamento em 120 meses e juros de 12% ao ano

Do R7

Publicidade

O governo oficializou as regras da nova linha de crédito do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) que vai emprestar até R$ 20 mil para os trabalhadores que quiserem reformar a casa. As normas do Fimac FGTS (Financiamento de Material de Construção) estão no Diário Oficial desta sexta-feira (13). 

Trabalhador terá até R$ 20 mil para reformar casa

Além da compra de itens de construção, o dinheiro também poderá ser usado para instalar hidrômetros de medição individual, implantação de SAS (Sistemas de Aquecimento Solar) e itens que facilitem a acessibilidade, o desenvolvimento sustentável e a preservação do meio ambiente. O R7 adiantou as informações do Fimac FGTS na última terça-feira (10).

O empréstimo poderá ser pago em até 120 meses (10 anos), com limite máximo de juros de 12% ao ano. O dinheiro não será descontado do FGTS do trabalhador e a nova linha de crédito passa a estar disponível a partir de hoje, embora as liberações de recursos devam começar em 30 dias.

Segundo as regras, o saldo devedor será pago com prestações do sistema SAC (Sistema de Amortizações Constantes), também conhecido como Tabela Price, cujas parcelas são decrescentes. A atualização do saldo devedor e das prestações será feita com base no mesmo índice de correção das contas do FGTS. 

O tomador do empréstimo não poderá saldar a dívida com o FGTS com recursos do próprio fundo, ou seja, não é permitido sacar grana do fundo para pagar o empréstimo. Além disso, o dinheiro só será liberado se o imóvel a ser reformado estiver regularizado.

Se o empréstimo ultrapassar R$ 10 mil, haverá uma verificação mais aprofundada quanto ao vínculo empregatício do interessado. Serão exigidas, segundo o FGTS, “garantias usualmente aceitas pelos agentes financeiros” e será permitida apenas uma operação de crédito por cotista do fundo.

O volume de recursos destinado ao Fimac FGTS é de R$ 300 milhões.

FGTS autoriza financiamento de até R$ 20 mil para reforma de casas
Trabalhador poderá pagar em até 10 anos com juros mais baixos
 
O que é
Financiamento para compra de materiais de construção com recursos do FGTS.
 
Para que serve
Reforma ou ampliação de imóveis residenciais e até mesmo instalação de hidrômetros e placas de aquecimento solar.
 
Quem pode usar
Todo trabalhador que tiver direito ao FGTS. Os recursos não saem da conta do segurado.
 
R$ 20 mil
É o valor máximo que poderá ser retirado do fundo do trabalhador.
 
 A partir de quando
A Caixa Econômica Federal ainda precisa regulamentar a nova modalidade, mas deve valer a partir de 10 de fevereiro.
 
Prazo de pagamento
Até 120 meses (10 anos).
 
Taxa de juros
Até 12% ao ano. O mercado costuma cobrar juros entre 25% e 45%.
 
Como pedir
O interessado precisa ir a uma agência da Caixa e apresentar comprovante de propriedade do imóvel e regularização da área a ser construída.
 
Onde ir
Inicialmente, a modalidade estará disponível apenas nas agências da Caixa Econômica. O Banco do Brasil e instituições privadas ainda não estão habilitados a oferecer o programa.
 
Fontes: Ministério do Trabalho e Emprego, Caixa Econômica Federal, Anamaco e Abramat

Alternativa

A Caixa já disponibiliza o Construcard, uma linha de crédito específica para a compra de materiais de construção para reformar ou ampliar a casa. Para liberar a grana, o banco exige outros imóveis como garantia.

Pelo programa, o prazo para fazer as compras vai de dois a seis meses, quando o cliente paga os juros do valor usado, e o pagamento pode ser feito em até 60 meses (contando o prazo de utilização).

Entenda mais sobre o fundo

O FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) foi criado em 1967 pelo governo para proteger o trabalhador demitido sem justa causa. A conta recebe, todo mês, 8% do salário pago ao empregado e o dinheiro é corrigido com atualização monetária e juros.

O dinheiro que fica no fundo só pode ser sacado em ocasiões especiais, como a compra da casa própria, aposentadoria, demissão sem justa causa ou em caso de algumas doenças graves, como câncer, por exemplo.

O FGTS faz parte do SFH (Sistema Financeiro da Habitação) e financia a compra de imóveis avaliados em até R$ 500 mil.

 

 

Veja as respostas do quiz


Veja Relacionados:  Fimac FGTS,regras,empréstimo,crédito,construção
Fimac FGTS  regras  empréstimo  crédito  construção 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping