R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

30 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 04/12/2012 às 22h40: atualizado em: 05/12/2012 às 08h00

Governo não pode abrir mão do desconto de 20% na conta de luz, diz Fiesp

Empresas elétricas recusaram renovação do contrato e tarifa só cairá 16,7%

Reuters

Publicidade

O governo federal não pode abrir mão do desconto de 20% na conta de luz, afirmou, em nota, a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

A tarifa de energia cairá 16,7%, na média, no ano que vem, diante da adesão parcial de empresas elétricas à renovação antecipada e condicionada de concessões do setor, ficando abaixo da redução prometida pela presidente Dilma Rousseff, de cerca de 20%.

Para a entidade, o governo não deve reabrir negociações com as empresas que não aderiram à renovação, mas levar esses ativos a leilão no fim dos contratos para garantir a redução na tarifa prometida para todos.

— O governo federal deveria aumentar a redução de encargos de forma transitória, entre 2013 e 2015, para garantir o desconto de 20%. A partir dos novos leilões, com a queda no preço da energia, a situação poderia ser reequilibrada.

O revés ao plano do governo federal veio das estatais estaduais Cesp, de São Paulo, Cemig, de Minas Gerais, e Copel, do Paraná, que optaram por não prorrogar os contratos de suas hidrelétricas nos moldes propostos pela União, com redução em torno de 70% da tarifa.

 

 

Veja respostas do quiz sobre direitos do consumidor

 
Veja Relacionados:  Reuters, conta de luz
Reuters  conta de luz 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping