R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 08/09/2011 às 11h32:

Impostômetro bate em R$ 1 tri
um mês antes do visto em 2010

Marca será alcançada no próximo dia 13. Arrecadação em 2011 deve chegar a R$ 1,4 trilhão

Do R7

Publicidade

O brasileiro já pagou quase R$ 1 trilhão em impostos aos governos federal, estadual e municipal. A marca deve ser alcançada no próximo dia 13 de setembro, mais de um mês antes do que no ano passado. Em 2010, o número de treze dígitos apareceu no Impostômetro somente no dia 18 de outubro.

Em 2009, a marca só foi alcançada na metade de dezembro, como mostra o Impostômetro. Segundo o IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), os brasileiros devem pagar mais de R$ 1,4 trilhão em tributos neste ano.

O montante é mais que o dobro do total arrecadado em 2005 - R$ 732,87 bilhões - e, se for atingido, será o novo recorde do marcador da ACSP (Associação Comercial de São Paulo).

Até agora, o recorde de arrecadação é o de 2010, quando os cofres públicos abocanharam R$ 1,27 trilhão. Em 2009, foram R$ 1,09 trilhão. Em 2008, R$ 1,06 trilhão em impostos.

Segundo o coordenador de estudos do IBPT, Gilberto Luiz do Amaral, o sistema tributário brasileiro está "excessivamente" voltado para taxar o consumo, ao contrário, segundo ele, dos países desenvolvidos, onde os impostos recaem sobre a renda e o patrimônio.

Ele lembrou que em todos os meses deste ano até junho a arrecadação do governo federal bateu recordes.

- Em tudo o que fazemos, desde o momento em que acordamos, estamos pagando impostos.

Para Amaral, o agravante no Brasil é que o governo falha nas áreas de saúde, educação e segurança pública, para onde a verba arrecadada com impostos deveria ser canalizada.

- A carga tributária nada mais é do que o preço que se paga pelo serviço público e, se no Brasil paga-se muito, o contribuinte deve exigir um serviço de qualidade.

Ele diz que se os governos são ineficientes nas áreas de saúde, educação e segurança pública, a alternativa é que haja uma melhora na qualidade do serviço ou a diminuição da carga tributária brasileira.

O impostômetro é um sistema de acompanhamento das receitas tributárias que considera todos os valores arrecadados pelas três esferas de governo em impostos, taxas e contribuições, incluindo as multas, juros e correção monetária.


Veja Relacionados:  imposto, consumo, tributo, dívida, impostômetro
imposto  consumo  tributo  dívida  impostômetro 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping