R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

23 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 22/05/2013 às 20h39:

Lula: “Em 2016 seremos a quinta economia do mundo”

Ex-presidente faz palestra em seminário sobre as relações entre o Brasil e a África

Carolina Martins, do R7, em Brasília

Publicidade

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva declarou, nesta quarta-feira (22), que o Brasil será, em 2016, a quinta economia do mundo. Em palestra em um seminário sobre as relações do Brasil com a África, realizado em Brasília, o ex-presidente exaltou sua política econômica e desafiou quem não acredita na continuidade do crescimento brasileiro.

— Essa mudança de pobre para rico não é fácil. Na vida pessoal não é fácil. Tem pobre coitado que ganha na loteria e é roubado no dia seguinte. O Brasil está crescendo. E em 2016, eu digo para quem não acredita, nós seremos a quinta economia do mundo.

Atualmente, o Brasil está em sexto lugar no ranking das maiores economias mundiais.

O ex-presidente afirmou que é preciso continuar gerindo o País com foco no pobre para acelerar a economia. Durante seu discurso, Lula deu alguns “conselhos” para os países africanos, sempre exaltando a política de inserção da classe econômica menos favorecida.

— Na hora que nós colocamos os pobres para compra iogurte, para comprar leite, para comprar carne, para comprar roupa, a economia brasileira acelerou. Pobre não é problema, pobre é solução.

Parceria com a África

O ex-presidente informou que, entre 2002 e 2012, as trocas comerciais com os países africanos passaram de US$ 5 bilhões para US$ 26 bilhões. Mesmo exaltando o crescimento, Lula avaliou que o comércio com a África ainda é pequeno.

Segundo Lula, as relações comerciais entre Brasil e África representam pouco mais de 5% do total brasileiro. Ele defende maior parceria com as nações africanas, começando por estimular investimentos privados entre os países.
O ex-presidente defendeu que um passo importante para estreitar as relações com a África é criação de voos diretos do Brasil para o continente africano.

Segundo Lula, ele se sente frustrado por não ter conseguido convencer as empresas brasileiras a investirem neste sentido.

— É uma vergonha. Me sinto frustrado de não ter conseguido fazer com que as empresas brasileiras fizessem voo para outros países africanos, além da Angola e da África do Sul. Durante o meu governo cheguei a pensar em uma estatal. Mas, depois achei que era demais.

OMC

Lula também fez questão de agradecer os embaixadores africanos, que estavam presentes no seminário, pelo apoio nas eleições para o comando da OMC (Organização Mundial do Comércio).

Segundo o ex-presidente, a vitória de Roberto Azevedo, eleito para comandar a entidade, foi possível somente porque os países africanos apoiaram a candidatura do brasileiro.

— O apoio dos africanos foi fundamental para a vitória de Roberto Azevedo na OMC. Gostaria de agradecer os embaixadores africanos aqui presentes.

 
Veja Relacionados:  r7, economia, lula, brasilia
r7  economia  lula  brasilia 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping