R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

26 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 27/07/2012 às 15h23:

Padaria brasileira vira modelo e ganha
‘filiais' na Alemanha, México e Portugal

Venda de lanche, café, bebidas, pizza, sopas e itens de mercearia conquista ‘gringos’

Raphael Hakime, do R7

Publicidade

Quantas vezes você foi a uma padaria no Brasil e levou para casa só pães? Faz tempo que as padarias brasileiras vendem muito mais que o principal alimento da mesa do brasileiro. A gama de produtos vai do leite, do refrigerante e do tradicional cafezinho até itens de mercearia, lanches requintados, sopas quentinhas e as pizzas.

O modelo de negócio da padaria brasileira conquistou os investidores estrangeiros e se tornou uma referência do negócio para o mundo. Os investidores passaram a conhecer o conceito das padarias brasileiras por meio das feiras do setor, explica o presidente do Sindipan (Sindicato das Indústrias de Panificação do Estado de São Paulo), Antero José Pereira.

— A maioria das padarias no mundo fabrica e vende só pão. Algumas por opção própria e outras porque a legislação dos países não permite outro modelo. Nossa padaria oferece uma variedade de produtos que não se vê nas padarias pelo mundo. Isso vai do cafezinho até a pizza, os itens de mercearia, lanches, leite, refrigerante, refeições, sopas, enfim. Dá para fazer muito mais que só pão nas padarias.

Uma parceria recente da Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) com Abiepan (Associação Brasileira das Indústrias de Equipamentos, Acessórios para Panificação), Abip (Associação Brasileira da Indústria da Panificação) e o Sindipan, no entanto, facilitou essa aproximação entre investidores estrangeiros e vendedores brasileiros.

Juntos, eles criaram a Brazilian Bakery, uma padaria modelo que é apresentada ao mundo nas feiras internacionais de panificação. A vantagem para o Brasil é que as indústrias instaladas no País podem apresentar as novidades do setor com maior facilidade.

Em março deste ano, a loja-conceito foi instalada em um estande de mais de 100 m² na Europain — uma feira de panificação, confeitaria e alimentação realizada na França. A loja modelo também já passou por México e Alemanha, explica o presidente do Sindipan.

— Em 2008, fizemos um congresso mundial com 40 países aqui no Brasil e foi onde os estrangeiros tiveram contato com nosso modelo. Daí, passamos a exportar a padaria conceito. Na Alemanha, já temos umas três ou quatro, assim como no México. Em Portugal, tem muitas porque muitos imigrantes que vieram para o Brasil voltaram para lá e abriram seu negócio. 

O modelo da padaria brasileira atraiu indústrias europeias de máquinas pesadas. Boa parte das masseiras, trufeiras, fornos e equipamentos de panificação em geral foram expostos na Fipan (Feira Internacional de Panificação, Confeitaria e Varejo Independente de Alimentos), realizada em julho em São Paulo.

De olho possibilidade de fabricar equipamentos para o mercado interno e pegar carona no sucesso do modelo brasileiro para exportar para outros países, empresas de Portugal já estão em território nacional, segundo Pereira.

— Já temos três empresas portuguesas, que fabricam máquinas para as padarias, que se instalaram no Brasil. Todas se instalaram no Estado de São Paulo. Elas estão vindo para cá para abastecer as padarias nacionais.

 

Veja as respostas do quiz

Veja Relacionados:  padaria,alemanha,méxico,portugal,modelo
padaria  alemanha  méxico  portugal  modelo 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping