R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

20 de Dezembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 14/03/2013 às 13h01:

Países mais pobres, como Brasil, lideram
desenvolvimento econômico, diz ONU

Expansão da classe média é destaque na África, Ásia e América Latina

Do R7

Publicidade

Países em desenvolvimento, como o Brasil, apresentaram os melhores índices globais de crescimento econômico, com a retirada de centenas de milhões de pessoas da pobreza e o ingresso de outros milhares de milhões a uma nova classe média mundial.

É o que revela o relatório 2013 do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), divulgado nesta quinta-feira (14) pela ONU (Organização das Nações Unidas). O levantamento tem por objetivo promover o desenvolvimento e eliminar a pobreza no mundo.

De acordo com a pesquisa, que analisou a economia de 187 países e territórios nos últimos 20 anos, no período, China e Índia duplicaram a renda por habitante. O dobro da renda para chineses e indianos foi verificada em um espaço de tempo duas vezes mais rápido do que o verificado durante a Revolução Industrial na Europa e na América do Norte.

Até 2020, o PIB (Produto Interno Bruto, soma de todas as riquezas de um país) combinado da China, Índia e Brasil vai ultrapassar as economias de nações ricas como os Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, França, Itália e Canadá.

Com a melhoria da renda em países mais pobre, o porcentual de pessoas em situação de pobreza extrema de rendimento caiu de 43% em 1990 para 22% em 2008, incluindo mais de 500 milhões de pessoas que, só na China, foram resgatadas da pobreza.

Com a melhoria da renda, a população de países mais pobres investiu mais em telefonia e internet, com destaque para Ásia, África e América Latina. O Brasil, China, Índia, Indonésia e o México possuem hoje um tráfego diário mais elevado em ligações e acessos à internet do que qualquer outro país, à exceção dos Estados Unidos.

A ascensão dos países mais pobres deixa essas nações menos reféns das nações mais ricas. A evolução da renda é atribuída a “um investimento sustentado na educação, nos cuidados de saúde e nos programas sociais, bem como a um relacionamento mais aberto com um mundo cada vez mais interligado”, diz a pesquisa.

 
Veja Relacionados:  IDH, Brasil, ONU, pobres, classe C
IDH  Brasil  ONU  pobres  classe C 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping