R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

19 de Setembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 31/03/2010 às 15h45:

Leite no atacado tem alta de 10% em março

Chuvas em SP e seca em MG prejudicaram captação e motivaram alta do produto

Do R7

O preço médio pago pelo leite aos produtores em março teve alta de 10% em março na comparação com fevereiro, segundo dados do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Tecnologia Aplicada) divulgados nesta quarta-feira (31). O preço médio do produto passou para R$ 0,6795 por litro – uma alta de R$ 0,06 por litro. A pesquisa leva em conta os preços praticados nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Bahia. 

De acordo com a pesquisadora do Cepea Aline Barrozo Ferro, a explicação para a alta do preço do leite no atacado está relacionada à queda da produção de fevereiro. Segundo ela, a causa do recuo na captação foram as os fatores climáticos, “como a seca em Minas Gerais, que é o principal produtor, as chuvas em São Paulo, o calor no Rio Grande do Sul”. 

- Com falta de leite, a oferta diminui e aumenta a disputa das empresas para comprar o produto. Além disso, o período de Páscoa contribui para a diminuição do leite no mercado porque as empresas produtoras de chocolate compram mais o produto. 

O levantamento do Cepea aponta que os preços devem continuar sua escalada. Para abril, 95,9% dos produtores consultados pelo órgão – que respondem por 96,8% das compras do volume total de leite - acreditam em nova alta de preços. Apenas 4,1% deles, que representam 3,2% da aquisição de leite, esperam que haja estabilidade em abril. Nenhum entrevistado acredita em recuo de preços para o próximo mês. 

A pesquisadora do Cepea explica que “tradicionalmente, esse é um período em que o preço do leite sobe no varejo [para o consumidor] porque falta produto no mercado”. Segundo Aline, o consumidor deve sentir a alta do produto nos próximos meses, já que os supermercados costumam repassar os preços que recebe do produto para os clientes. 

Entretanto,a pesquisadora afirma que “não é possível estimar o tamanho do aumento, que pode não chegar aos 10%”. 

Derivados em SP 

A menor oferta de leite também impulsionou os preços dos derivados de janeiro para fevereiro, principalmente os do UHT. Esse produto valorizou 10,9% no atacado do Estado São Paulo no período, com a média passando para R$ 1,49 por litro. 

O preço do queijo mussarela acompanhou o movimento de alta do UHT e subiu 9,3% em fevereiro, indo para R$ 9,06 por kg. 

O leite em pó integral (400 g) foi cotado à média de 9,32 por kg em fevereiro na mesma praça - alta de 7,9% frente à de janeiro. O leite pasteurizado valorizou 5,5% no mesmo período, com média de R$ 1,21/litro no atacado de São Paulo.


Veja Relacionados:  leite,produtor,atacado,consumidor,preço
leite  produtor  atacado  consumidor  preço 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping