R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

21 de Novembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 21/01/2012 às 05h30:

Reajuste da mensalidade escolar supera
inflação pelo 10º ano seguido em 2012

Em São Paulo, manter filho no colégio particular vai ficar, pelo menos, 10% mais caro

Raphael Hakime, do R7


Publicidade

Assim como aconteceu nos últimos nove anos, o reajuste das mensalidades das escolas particulares brasileiras em 2012 será maior que a inflação oficial do ano passado. 

Um levantamento do R7 com sindicatos de cinco Estados indica que o aumento será de cerca de 10% na fatura da escola, enquanto a inflação oficial fechou 2011 em 6,5%. No quadro abaixo, confira o porcentual estimado por localidade.

A presidente da Fenep (Federação Nacional das Escolas Particulares), Amábile Pacios, explica que não existe uma alta média estimada, já que cada cidade ou Estado trabalha com os custos de cada região.

- O reajuste vai depender do mercado, onde está a escola, do público que ela atende, os serviços que ela presta, proposta pedagógica, entre outros fatores. A escola da periferia tem outros custos com aluguel e IPTU que uma que fica numa região central, por exemplo. 

 Alguns sindicatos, porém, arriscaram um aumento médio, embora o número seja apenas uma estimativa. O vice-presidente do Sieesp (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo), José Augusto de Mattos Lourenço, afirma que o aumento será “acima de 10%” nos colégios particulares paulistas.

- Vai subir daí para mais e não tem um teto porque tudo depende de cada escola. 

As escolas do Estado do Rio de Janeiro deverão ficar entre 10% e 12% mais caras em 2012, segundo projeção do Sinepe-RJ (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro). No Rio Grande do Sul, o reajuste deverá ficar entre 6% e 9%, segundo Osino Toillier, presidente Sinepe-RS (Sindicato dos Estabelecimentos do Ensino Privado no Estado do Rio Grande do Sul). 

Em Minas Gerais, o aumento da mensalidade escolar vai variar de 8% a 12%, na média, de acordo com o Sinep-MG (Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais). Já na Bahia, o preço dos colégios privados vai subir, em média, 6,5%, mesmo patamar da inflação, segundo o presidente do Sinep-BA, Natálio Dantas.

- Ficou perto da inflação oficial, mas qualquer semelhança é mera coincidência. Teve escola que deu até 10% de reajuste, mas teve escola que não repassou nada. Teve escola que, no ano passado, deu um aumento muito bom e não foi preciso repassar o aumento este ano.

Segundo os sindicatos, o cálculo do reajuste das escolas leva em conta a inflação, aumento salarial dos profissionais da educação (professores e pessoal administrativo), calote no setor, novas tecnologias (como mudança de laboratório de ciências físicas e compras de lousa eletrônica e computadores) e gastos fixos como aluguel, telefone, água, luz.

Lourenço explica que “a folha de pagamento e dos impostos pode representar até 70% da receita da escola”. Além disso, as mensalidades em 2012 serão fortemente impactadas pela inadimplência, que é embutida no preço e “fechou 2011 com a média de 8%, enquanto a escola deveria ter até 3%”.

Estimativa de reajuste da mensalidade escolar por Estado em 2012*

São Paulo acima de 10%
Rio de Janeiro de 10% a 12%
Minas Gerais de 8% a 12%
Rio Grande do Sul de 6% a 9%
Paraná não informou
Bahia 6,5% a 7%
Inflação oficial** 6,5%

* Valores são apenas projeções e podem variar de acordo com a escola
**Medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)
Fonte: Sindicatos Estaduais das Escolas Particulares

 

Veja as respostas do quiz


Veja Relacionados:  mensalidade,escola,preços,fatura,colégio
mensalidade  escola  preços  fatura  colégio 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping