R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 06/07/2011 às 08h35:

Salário do trabalhador cresceu 56% desde 2003

Sem contar a inflação, assalariado ganhava R$ 343, em 2003; em 2011, passou a R$ 533

Do Jornal da Record News, com R7

Publicidade

O salário mínimo que o trabalhador vê no bolso cresceu 56% nos últimos oito anos. Segundo levantamento feito pelo Ministério da Fazenda, o salário real valia R$ 343,90, em 2003. O número já desconsidera o efeito corrosivo da inflação sobre a renda. Neste ano, o vencimento mínimo dos assalariados passou a valer R$ 533,70.

Os números mostram que, em 1995, o salário médio de um brasileiro era o equivalente a R$ 260,60. Até 2002, quando o mínimo passou a valer R$ 338,60, o crescimento nos rendimentos ficou em 29,8%. Desde então, houve um salto nos salários.

Esse crescimento foi o principal responsável por diminuir a pobreza no país. De 2003 a 2009, a classe C ganhou 29 milhões de pessoas: eles eram quase 4 em cada 10 brasileiros (37,6% da população) e agora são mais da metade do país (50,5%). Entram no grupo os trabalhadores com renda entre R$ 1.115 e R$ 4.800 por mês.

As classes D e E, formadas pela maioria das pessoas há oito anos (54,8%), agora tem menos de 4 em cada 10 (39,9%) brasileiros. Só a classe E perdeu 20 milhões de pessoas que subiram na pirâmide social. A classe D considera as pessoas que ganham entre R$ 804 e R$ 1.115. A classe E é composta por quem recebe até R$ 804 por mês.

Entre 2003 e 2010 caiu de 28,1% para 13,5% o total de brasileiros que sobreviviam com renda inferior a R$ 137 por mês. Isso significa que o número de miseráveis caiu à metade desde então.

Aumentou também o número de ricos. Em 2003, a classe A/B com renda acima de R$ 4.800 por mês representava 7,6% da população. Em 2009, esse percentual passou para 10,6%.

E os salários têm tudo a ver com a melhora do mercado de trabalho. A confiança nos negócios neste novo ciclo de crescimento pode ser demonstrada pela criação de 11,7 milhões de empregos de janeiro de 2003 a abril de 2011. No acumulado de janeiro a abril de 2011, por sua vez, foram geradas 798 mil vagas.

Assista ao vídeo do Jornal da Record News:

 

 


Veja as respostas do quiz sobre seus gastos


Veja Relacionados:  salário, renda, trabalho, emprego, consumo
salário  renda  trabalho  emprego  consumo 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping