R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

19 de Dezembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Economia/Notícias

Icone de Economia Economia

publicado em 20/12/2012 às 01h50:

Segunda parcela do 13º salário cai
hoje e será menor que a primeira

Gratificação natalina sofre descontos também do INSS

Do R7

Publicidade

Patrões e empresas têm até esta quinta-feira (20) para depositar a segunda parcela do 13º salário dos empregados com carteira assinada.

A segunda etapa da gratificação virá menor do que a primeira, já que terá cobrança do Imposto de Renda sobre o valor integral do benefício (veja simulação no quadro abaixo), além de desconto do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

O abono é assegurado pela Lei nº 4.090/62 a trabalhadores urbanos, rurais e domésticos, incluindo os temporários e aposentados. 

Tire dúvidas sobre o pagamento do 13º

O que acontece se a empresa não pagar?

O que fazer com o 13º salário?

A empresa que não depositar a grana do 13º na conta do funcionário dentro do prazo está sujeita à punição administrativa do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego). A multa é de R$ 170,26 por empregado e dobra em caso de reincidência. 

As empresas podem recorrer às linhas de financiamento de 13º salário disponíveis nos bancos. Há condições especiais de juros e a opção de só começar a pagar em 2013. 

Quanto vou receber?

O 13º é um salário adicional dado ao trabalhador que tem remuneração fixa. Para saber o valor da gratificação, é necessário dividir o salário de dezembro por 12 e multiplicar o resultado pelo número de meses que o empregado trabalhou no ano. 

Portanto, um trabalhador que ficou em uma empresa por 12 meses, de janeiro a dezembro, com salário de R$ 2.000, vai ganhar mais R$ 2.000 de benefício — esse valor não considera a mordida do Leão e o desconto do INSS.

Um trabalhador que foi contratado após 16 de janeiro, data limite para ter direito ao 13º integral, vai receber um valor proporcional. 

Para descobrir quanto vai ganhar, basta dividir o salário mensal por 12 e multiplicar pelo número de meses trabalhados no ano.
Vale lembrar que 15 ou mais dias trabalhados equivalem a um mês inteiro, de acordo com a legislação trabalhista brasileira. 

Dessa forma, um empregado contratado em 20 de junho, com um salário de R$ 2.000, vai receber 6/12 da remuneração e o 13º salário, sem considerar o IR e o INSS, será de R$ 1.000.

Veja como calcular o desconto do INSS sobre o salário total: 

Salário de até R$ 1.174,86 — desconto de 8%
Salário de R$ 1.174,87 a R$ 1.958,10 — desconto de 9%
Salário de R$ 1.958,11 a R$ 3.916,20 — desconto de 11% 

Saiba como calcular a mordida no 13º salário
Veja simulações de quanto deve ser o desconto do Imposto de Renda
Faixas do Imposto de Renda
Categoria Benefício (em R$) Alíquota Parcela a deduzir do IR (em R$)
1ª faixa Até 1.637,11 isento isento
2ª faixa De 1.637,12 a 2.453,50 7,50% 122,78
3ª faixa De 2.453,51 a 3.271,38 15% 306,80
4ª faixa De 3.271,39 a 4.087,65 22,5% 552,15
5ª faixa Acima de 4.087,66 27,5% 756,53
Fontes: Ministério da Previdência Social e Cenofisco (Centro de Orientação Fiscal)

 

 

Veja as respostas do quiz de impostos

 

 
Veja Relacionados:  13º salário, segunda parcela
13º salário  segunda parcela 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping