Veja agora se você tem grana a receber no 4º lote de restituições do Imposto de Renda

Dinheiro deverá cair na conta-corrente indicada pelo contribuinte na próxima quinta-feira (15)

Dinheiro do IR 2016 vai cair na conta na próxima quinta-feira (15)
Dinheiro do IR 2016 vai cair na conta na próxima quinta-feira (15) Arte/R7

A Receita Federal liberou nesta quinta-feira (8) a consulta ao 4º lote de restituições do Imposto de Renda de Pessoa Física de 2016. São pouco mais de 2,1 milhões de contribuintes que vão receber de volta R$ 2,5 bilhões na quinta-feira da semana que vem, dia 15 de setembro.

VEJA AQUI SE VOCÊ VAI RECEBER A RESTITUIÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

Também nesta quinta-feira (8), o Leão libera a consulta a resíduos de lotes anteriores do Imposto de Renda, compreendidos entre 2008 e 2015.

São pouco mais de 70 mil brasileiros contemplados com esses restos, que vão dividir cerca de R$ 200 mil. Por isso, o valor total do megalote será de R$ 2,7 bilhões.

Desse total, R$ 187,3 milhões serão pagos a contribuintes idosos (37.916) e com deficiência mental ou física ou doença grave (4.175).

Leia mais notícias de Economia

Quadro acima mostra os resíduos de lotes anteriores do IRPF 2016
Quadro acima mostra os resíduos de lotes anteriores do IRPF 2016 Reprodução

Para saber se a grana da restituição será depositada na sua conta, você precisa acessar a página da Receita Federa na internet (http://idg.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone 146.

A grana da restituição fica disponível no banco por um ano. Se o contribuinte não resgatar dentro desse prazo, é preciso pedir o dinheiro por meio da internet, por meio do Formulário Eletrônico — Pedido de Pagamento de Restituição.

Se você tem grana à receber neste lote, mas o dinheiro não cair na quinta-feira (15), você pode ir pessoalmente a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, no telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.