R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Educação/Notícias

Icone de Educação Educação

publicado em 23/03/2010 às 09h00:

Anac oferece bolsa de estudo para
piloto até a próxima quinta-feira (25)

Programa vai formar 139 pilotos privados e 74 comerciais em aeroclubes de todo país

Do R7

 Encerram na próxima quinta-feira (25) as inscrições para uma bolsa de estudos oferecida pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) em parceria com o Ministério da Defesa. A oportunidade é boa porque os custos para a formação de um piloto são extremamente altos – e esse é o principal fator que impede que mais profissionais ingressem no mercado.

A agência informa que os preços para a formação de piloto privado podem chegar a R$ 14 mil. Para piloto comercial "esse custo pode chegar até mais de R$ 70 mil", diz o site.

A Anac fez convênio com alguns dos aeroclubes existentes no país para conseguir oferecer a bolsa de estudos. Eles vão formar 139 pilotos privados e 74 pilotos comerciais.

Segundo a agência, existem cerca de 300 instituições educacionais responsáveis por 1.700 cursos relacionados à aviação civil no Brasil.

De acordo com o sindicato nacional dos aeronautas, a média mensal de salários é de R$ 2.300 para comissários; R$ 5.000 para copiloto e R$ 9.000 para comandantes.

 Serviço:

Por que uma bolsa para ser piloto

A formação de um piloto de avião requer investimento bastante elevado. Considerando apenas as aulas práticas, para um aluno se tornar piloto privado – primeira etapa antes de iniciar na carreira –, é preciso desembolsar por volta de R$ 14 mil. Para a formação de um piloto comercial – que já pode exercer a profissão – o custo pode chegar até mais de R$ 70 mil.

O que é a bolsa

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) aceita até o dia 25 de março inscrições para o processo seletivo de 213 bolsas de estudos para pilotos de avião. São 139 bolsas para os cursos práticos de piloto privado e 74 para piloto comercial.

Processo seletivo

O processo seletivo terá início com uma prova objetiva, no dia 18 de abril, às 9h, realizada na cidade escolhida pelo candidato no momento da inscrição: Belo Horizonte (MG); Curitiba (PR); Florianópolis (SC); Fortaleza (CE); Porto Alegre (RS), Porto Nacional (TO); Rio Claro (SP) e São Luís (MA).

Quem pode participar

Os candidatos devem ter entre 18 e 35 anos, apresentar certificado de aprovação no curso teórico, documento de aprovação no exame da Anac e comprovar ter realizado pelo menos 25% da carga horária de voos necessária para a categoria: 9 horas para piloto privado e 29 horas para piloto comercial.

Onde estudar

As aulas acontecerão em 19 aeroclubes de oito Estados (São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará, Maranhão e Tocantins).

Quem é aprovado


O candidato com aproveitamento igual ou superior a 70% na prova objetiva e classificado dentro do número de vagas deverá realizar o Exame de Proficiência Técnica a partir do resultado da prova até o dia 30 de maio, no aeroclube escolhido. Após a etapa, os aprovados podem agendar aulas práticas nos aeroclubes credenciados no projeto.

O que a bolsa paga

Além das aulas práticas e do voo de cheque ao final do curso, a bolsa também inclui as despesas de hospedagem do aluno na cidade escolhida.

Quem paga a bolsa

O investimento do Governo Federal nas bolsas de estudo soma R$ 3 milhões, com recursos do Programa de Desenvolvimento da Aviação Civil do Ministério da Defesa.

 
Veja Relacionados:  anac
anac 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping