R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Educação/Notícias

Icone de Educação Educação

publicado em 14/01/2014 às 16h56:

Com plano para recuperar faculdades do Rio, grupo chama decisão do MEC de "esdrúxula"

Ministério da Educação descredenciou Universidade Gama Filho e UniverCidade

Bruno Rousso, do R7 Rio


Publicidade

O diretor do Grupo Galileo, Alex Porto, disse nesta terça-feira (14) acreditar na plena recuperação da Universidade Gama Filho e da UniverCidade, mesmo após o descredenciamento anunciado pelo MEC (Ministério da Educação) na segunda (13). De acordo com Porto, a decisão do Ministério foi "arbitrária e esdrúxula". O próximo passo será apelar à Justiça e ao Conselho Nacional de Educação.

O diretor da mantenedora explicou que o ativo do grupo, cerca de R$ 1 bilhão em imóveis, é superior às dívidas, que seria de R$ 500 milhões — sem contar com R$ 400 milhões referentes a passivo tributário acumulado das antigas administradoras.

— Acreditamos firmemente que essa decisão será revertida. Que será revertida essa decisão esdrúxula do MEC. Foi deixado de lado nosso direito de defesa, é uma afronta à Constituição.

Segundo Alex Porto, o Galileo se escora em três pilares para tentar reverter a situação: venda de imóveis, aluguel de imóveis por um período de 40 anos e, por último, recolhimento de debêntures (espécie de empréstimo) num valor de R$ 400 milhões. O prazo para tentar uma solução seria de 30 dias.

— Temos um caminho e estamos trabalhando nisso. É possível a reversão. Estamos trabalhando por 10 mil alunos e 3.000 funcionários, sendo 1.600 professores.

Revolta de alunos

Durante a entrevista à imprensa, estudantes das faculdades compareceram à sede do grupo, no centro do Rio, para protestar.  Alunos foram barrados na entrada, mas ao menos dois conseguiram entrar. Houve discussão. Revoltado, Guilherme José Pereira, do 9º período de Direito da UniverCidade, trazia nas mãos com um boleto referente ao mês de janeiro, com o valor de R$ 620.

— Eles não dão aula, há o descredenciamento e, mesmo assim, cobram dos alunos. Isso é estelionato. Sou contra o descredenciamento. Nem 10% dos alunos conseguem a transferência assistida. O que qualquer estudante que saiba mesmo o que está acontecendo quer é que as faculdades se mantenham. Eu sou do 9º período. Em qualquer outro lugar, voltaria para o 6º período.

Alunos das universidades marcaram para a tarde desta terça um protesto na avenida Presidente Vargas, no centro, para exigir que o MEC (Ministério da Educação) reconsidere o descredenciamento das instituições.

 
Veja Relacionados:  Gama Filho, UniverCidade
Gama Filho  UniverCidade 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping