R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

21 de Abril de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Educação/Notícias

Icone de Educação Educação

publicado em 22/05/2013 às 08h20:

Enem: Defensoria Pública quer que candidato possa recorrer da prova de redação

DPU do Rio de Janeiros entrou com ação para que os inscritos possam ter o direito de revisão

Da Agência Brasil

Publicidade

A Defensoria Pública da União no Rio de Janeiro entrou com uma ação civil pública na 4ª Vara Federal para tentar garantir ao candidato do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2013 o direito de pedir a revisão da prova de redação.

De acordo com as regras atuais previstas no edital do exame, não há possibilidade de pedido de recurso após a divulgação das notas. Em razão do regulamento, a DPU exige do MEC (Ministério da Educação) a criação de um instrumento que possibilite a reavaliação da redação do candidato, antes da abertura das inscrições para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) — quando o aluno opta pela universidade, em data não definida. A prova ocorrerá entre 26 e 27 de outubro deste ano.

A ação ajuizada ontem (20), tem como réus a União e o Inep (Instituto Nacional de Educação e Pesquisa Anísio Teixeira). Segundo o edital do Enem, não há margem para o candidato contestar a sua nota. O candidato, apenas pode visualizar a correção do seu texto via internet. 

Leia mais notícias de Educação

Em 2012, cerca de 30 estudantes recorreram à Justiça para pedir reavaliação da prova, mas nenhum obteve sucesso. O defensor público federal Daniel Macedo, autor da ação disse na terça-feira (21), à Agência Brasil que o candidato pode recorrer de acordo com a necessidade.
 
— O recurso voluntário é mecanismo essencial de controle do resultado da correção. Ninguém melhor que o próprio candidato para sinalizar o equívoco do corretor e, com isso, buscar a obtenção da nota real. Hoje existem 5.500 corretores, para um número crescente de candidatos à vaga, falta transparência no sistema.

Em agosto de 2011, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e o Ministério Público Federal assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta no qual o MEC se comprometia a conceder uma "vista pedagógica" na prova como direito dos candidatos. Por esse instrumento, o estudante passa a ter acesso ao espelho da redação corrigida, mas não há uma opção de pedir a revisão da correção.

Sobre o TAC, o defensor público questiona a avaliação, porque não é baseado em um recurso administrativo. 

— Levando-se em consideração que cada redação tem o máximo de 30 linhas, com cinco tópicos a serem avaliados, cada um com cinco itens, não há condições de se garantir ou assegurar uma correção de qualidade ou minimamente uniforme, assim como uma avaliação satisfatória.

A ação pública impetrada pela DPU é baseada também em falhas identificadas na correção das provas, como o caso do estudante que obteve nota 560 mesmo após escrever uma receita de miojo na prova de redação, além de erros de concordância e ortografia. Em razão disso, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou medidas mais rigorosas na correção das redações, exigindo dos professores justificativas para cada nota máxima no Enem deste ano.

O Inep informou, em nota, que não foi notificado, mas, quando for, irá recorrer. 

—Em 2011 foi firmado um Termo de Ajustamento de Conduta pelo Ministério da Educação com o Ministério Público Federal, segundo o qual o MEC se comprometeu a liberar as provas de redação para vista pedagógicas. O TAC estabeleceu que a partir do Enem 2012 seria viabilizado o direito de vista de provas a todos os participantes, com recursos de ofícios, como caráter meramente pedagógico, após a divulgação dos resultados.

 
Veja Relacionados:  educação,r7,enem.direito,revisão,redação
educação  r7  enem.direito  revisão  redação 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping
Blu-Ray Player Blu-Ray Pl Saraiva R$ 299,00
Monitor Monitor Wal-Mart R$ 348,00
Fogão Fogão Mania Vi R$ 580,41
Blu-Ray Player Blu-Ray Pl Saraiva R$ 449,00