R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

17 de Abril de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Educação/Notícias

Icone de Educação Educação

publicado em 19/06/2013 às 12h29:

Enquanto USP e Mackenzie não se manifestam sobre
protestos, PUC-SP se diz inserida no tema

Instituição apoia seus professores, funcionários e alunos que estão nas ruas

Felippe Constancio, do R7


Publicidade

A PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica) se diz oficialmente inserida nas manifestações quem vêm ocorrendo no País, ao contrário de outras grandes universidades como a Presbiteriana Mackenzie e USP (Universidade de São Paulo), que, como instituição, não assumem um posicionamento sobre o tema.

O R7 perguntou para dez grandes instituições de ensino superior de São Paulo como elas veem a forte presença estudantil nas manifestações. Entre FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado), Unip (Universidade Paulista), FGV (Fundação Getulio Vargas), PUC-SP, Mackenzie, Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Faculdades Rio Branco, Unesp (Universidade Estadual Paulista), Estácio de Sá e Cásper Líbero, só a PUC-SP se posicionou favor dos atos e esclareceu seu posicionamento.

"A PUC-SP compartilha com a sociedade o movimento por melhores condições de vida e reafirma que ele deve ser pacífico e respeitoso. Nossa atitude não poderia ser diferente, pois mesmo nos momentos mais difíceis do país, como no regime militar, a Universidade teve a coragem e a ousadia de abrir suas portas e acolher a diversidade de ideias", segundo a universidade por meio de nota.

Leia mais notícias de Educação

Para ela, muitos de seus professores, funcionários e alunos têm participado das manifestações em São Paulo, "no momento em que a sociedade busca novas formas de se expressar".

"A PUC-SP está inserida neste processo de mudanças, atenta, para mais uma vez contribuir, com a excelência acadêmica que a caracteriza, para a convivência democrática e livre entre os cidadãos".

Em entrevista ao R7, o reitor do Mackenzie, Benedito Guimarães Aguiar Neto, disse que a universidade não manifesta nenhum apoio ou imposição aos protestos, mas interpreta a presença de seus estudantes nas ruas como uma retomada na capacidade de indignação.

— Eu acho que tem um aspecto positivo bastante relevante. É exatamente o jovem hoje retomar sua capacidade de indignação que nos parece que foi perdida ao longo do tempo.

Já a USP, por meio de sua assessoria, disse que não vai falar sobre o assunto institucionalmente. As demais universidades disseram ainda não ter uma posição oficial.

De dentro para fora da universidade

Com ou sem apoio oficial, a universidade é ponto de encontro dos jovens que querem se manifestar. Os estudantes da Unicamp que decidiram participar dos protestos de segunda-feira (17) fecharam quatro ônibus fretados de Campinas para São Paulo. Os veículos partiram da universidade.

Também para a quinta manifestação, que pediu a revogação imediata do aumento da tarifa do transporte público em São Paulo, os alunos da PUC-SP organizaram uma saída conjunta da universidade ao ponto de partida da manifestação, no Largo da Batata, bairro de Pinheiros. Eles saíram a pé do Campus de Perdizes até o local de partida da manifestação.

Os mackenzistas marcaram presença no sexto ato contra o aumento da passagem, na terça-feira (18), com cartazes do símbolo da universidade, que foi ponto de referência na caminhada que passou pelo campus Consolação.

Veja Relacionados:  puc, puc-sp, manifestacao, usp, mackenzie, unesp, unicamp, unip, metodista, rio branco, faap, fgv, estacio de sa
puc  puc-sp  manifestacao  usp  mackenzie  unesp  unicamp  unip  metodista  rio branco  faap  fgv  estacio de sa 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping
Monitor Monitor Wal-Mart R$ 348,00
Blu-Ray Player Blu-Ray Pl Saraiva R$ 449,00
Blu-Ray Player Blu-Ray Pl Saraiva R$ 299,00
Fogão Fogão Mania Vi R$ 580,41