R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

19 de Setembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Educação/Notícias

Icone de Educação Educação

publicado em 03/05/2010 às 20h21:

Faculdades ligadas ao Fies terão que
abrir financiamento para todos os cursos

Nas edições anteriores, algumas carreiras poderiam não ter oferta de empréstimo

Lais Lis, do R7 em Brasília

A partir deste ano, as faculdades cadastradas no Fies (Programa de Financiamento Estudantil) serão obrigadas a oferecer empréstimo para alunos de todos os cursos. Nas edições anteriores do programa, a instituição poderia escolher as carreiras que teriam linha de crédito.

Acesse aqui o sistema do Fies

A informação foi divulgada pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, nesta segunda-feira (3). O portal do Fies entrou no ar às 13h30 e teve mais de 3.000 inscrições no primeiro dia de funcionamento.

O R7 havia antecipado, no domingo (2), que as inscrições do Fies começariam hoje.

Criado pelo governo federal em 1999, o programa oferece empréstimo parcial ou total para universitários pagarem as mensalidades de seus cursos, caso estudem em faculdades particulares. Para obter o benefício, é necessário estar matriculado em uma das cerca de 1.500 universidades cadastradas.

Além disso, é pré-requisito que a graduação tenha avaliação positiva pelo MEC (Ministério da Educação). O programa não vale para cursos a distância.

Enquete: você acha que os juros do Fies são abusivos?

Novidades

O ministério divulgou nesta segunda-feira (3), também, outra novidade. A partir do ano que vem, os alunos que quiserem ingressar no programa devem fazer o Enem (Exame Nacional de Ensino Médio). A medida vale só para quem entrar na faculdade no primeiro semestre de 2011. A próxima edição do Enem deverá ser aplicada nos dias 6 e 7 de novembro. A expectativa do ministério é que a prova tenha até 7 milhões de estudantes inscritos. O exame de 2009 teve 4,1 milhões de inscritos, mas a abstenção chegou a cerca de 38%.

Mais mudanças

 

Outras mudanças no Fies, que já haviam sido anunciadas, são a queda nos juros, de 6,5% ao ano para 3,4%. A queda na taxa vale também para os contratos em vigor, que serão automaticamente alterados.

O Fies também aumentou o prazo para quitação da dívida, que foi ampliado e agora será de três vezes o período do curso, mas um ano de carência. O estudante, se fizer uma graduação de quatro anos, poderá pagar em até 12 anos o financiamento.

Veja Relacionados:  educação
educação 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping