R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Educação/Notícias

Icone de Educação Educação

publicado em 31/03/2011 às 14h01: atualizado em: 31/03/2011 às 15h27

USP corta bônus automático da
Fuvest para alunos de escola pública

Pontos a mais serão dados só pelo Pasusp; medida foi criticada por cursinhos populares

Luísa Ferreira, do R7

Publicidade

O Conselho de Graduação da USP (Universidade de São Paulo) aprovou o fim do bônus automático de 3% na nota do vestibular para alunos de escola pública. O benefício estava  previsto no Inclusp - o programa de inclusão social da Fuvest adotado em 2009.

Mural
Você concorda com as mudanças 
da Fuvest?
 Dê aqui a sua opinião

A aprovação ocorreu na manhã desta quinta-feira (31). Com as mudanças, estudantes da rede pública terão que aderir ao Pasusp (Programa de Avaliação Seriada da USP), se quiserem receber pontos a mais no vestibular.

Fica mantido o bônus por desempenho no vestibular de até 6% para todos os candidatos, calculado com base na pontuação da Fuvest, que está sendo oferecido desde 2009.

Pasusp

A medida aprovada - chamada de Novo Inclusp - vai atrelar a participação dos alunos de escolas públicas ao Pasusp, caso queiram ser beneficiados no vestibular da Fuvest.

Para isso, o Pasusp vai passar a adotar a primeira fase do vestibular em substituição à prova em separado, que era realizada até agora. O programa de avaliação seriada vai ser estendido para alunos do segundo ano do ensino médio, que receberão até 5% de bônus na nota do vestibular, dependendo do resultado do estudante.

Caso voltem a participar do exame do Pasusp no terceiro ano do ensino médio, eles podem receber até 10% de bônus no vestibular. Essa bonificação é calculada com base no resultado do estudante na primeira fase da Fuvest.

Com a soma dos resultados, o bônus para vestibulandos pode chegar a 15%, segundo o documento do Novo Inclusp votado hoje.

Críticas

A medida é criticada por cursinhos populares mantidos por alunos da USP. Bianca Boggiani Cruz, coordenadora da rede de cursinhos Emancipa - que têm turmas na universidade - afirma que "mesmo que um aluno acerte 100% das questões, o bônus final será de apenas três ou quatro pontos a mais na Fuvest".

- A proposta atual é uma maquiagem, é iludir o aluno de escola pública.

Redução de questões

O R7 conseguiu acesso exclusivo, na noite de quarta-feira (30), ao documento com as propostas que estão sendo votadas pelo Conselho de Graduação da USP.

Entre as mudanças está a redução de questões na segunda fase da prova. O corte atingiria o segundo dia da referida etapa do vestibular.

Desde 2009, os alunos fazem 20 perguntas discursivas de todas as disciplinas neste dia da segunda fase. Se for aprovada a alteração, os alunos enfrentarão 16 questões, 20% a menos. Uma das hipóteses para essa mudança é a de que os vestibulandos precisam de mais tempo para fazer o exame neste dia.

Faça o quiz abaixo e teste seus conhecimentos para o vestibular:

 

Veja Relacionados:  educação
educação 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping