R7

Buscar no R7

Terça-feira, 18 de outubro de 2011

publicidade

Notícias

Fonte:

publicado em 15/10/2010, às 09h27:

Transferência de voto de Marina
é incerta, dizem especialistas

Eleitorado da ex-candidata é heterogêneo e deve ocorrer dispersão de votos

Thays Cabette/Divulgação

Com votação surpreendente, Marina é assediada por concorrentes no segundo turno da disputa

Marina Novaes, do R7

Apesar da disputa de Dilma Rousseff (PT) e José Serra pelo apoio de Marina Silva (PV), ainda é difícil saber quanto o posicionamento da ex-candidata poderá influenciar os eleitores que votaram na senadora no primeiro turno. A razão da incerteza é o fato de o eleitorado da verde ser muito heterogêneo, como explica o cientista político Fábio Wanderley Reis, da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).
 

- O peso do apoio é muito relativo porque, na verdade, tudo indica que o eleitorado da Marina é heterogêneo. Tem o eleitorado evangélico, tem o eleitorado identificado com as causas ambientalistas, tem quem tenha se atraído pela biografia e pela imagem dela. Então, provavelmente, nós vamos ter uma dispersão de votos, independentemente do apoio que a Marina declarar.

Marina deixou a disputa na terceira colocação, após receber mais de 19,6 milhões de votos (19,3% dos votos válidos). O desempenho surpreendente da verde nas urnas foi o que impulsionou o segundo turno da corrida presidencial entre Dilma e Serra.

O cientista político e diretor acadêmico da Fesp (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo), Aldo Fornazieri, destaca ainda que, mesmo com o apoio de Marina, provavelmente há quem queira seguir o caminho oposto do escolhido pela senadora.

- O apoio dela não garante que a maioria do eleitorado vai seguí-la, porque o eleitor tem um julgamento crítico próprio também.

Embora seja difícil avaliar quantos eleitores serão influenciados pela decisão de Marina, Fornazieri avalia que a neutralidade da verde pode favorecer ainda mais a candidatura de Dilma. A petista terminou o primeiro turno da disputa com 46,9% dos votos, contra 32,6% de Serra.

- Se a Marina decidir ficar neutra não é ruim para a Dilma. Mas se ela decidir apoiar a Dilma é desastroso para o Serra. [...] Para o Serra a única coisa boa é que a Marina apoie a candidatura dele.

O Partido Verde e Marina Silva devem anunciar uma decisão em relação ao apoio no próximo dia 17, após convenção da legenda. Os eleitores vão às urnas no dia 31 escolher o novo presidente da República.

x

Envie para um amigo

publicidade

Shopping

Ir para a home do site
Todos os direitos reservados - 2009-2011 Rádio e Televisão Record S/A