Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Internacional

24/1/2013 às 09h07 (Atualizado em 24/1/2013 às 11h24)

Adolescente detida nos EUA chega hoje ao Brasil

Estudante de 16 anos ficou 58 dias detida em Miami devido a problema com documentação

Agência Estado

Até a noite de ontem, a mãe ainda não havia sido informada oficialmente do horário que a jovem chegaria a São Paulo TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO

Após 58 dias detida em um abrigo para adolescentes em Miami, nos Estados Unidos, V.L.S., de 16 anos, foi autorizada, na quarta-feira (23), a voltar para o Brasil. A chegada da estudante ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, é aguardada para a manhã desta quinta-feira (24).

V. saiu da capital paulista na noite de 26 de novembro. Ela pretendia visitar uma parente, que vive em Miami há dez anos, ir à Disney e assistir a um show do cantor sertanejo Luan Santana. A garota tinha passaporte e visto para turista em ordem, mas se esqueceu de alguns documentos. Como viajou sem os pais, ela precisava apresentar uma carta, escrita em inglês, que transferia sua guarda temporariamente para a tia-avó, Marli Volpenhein.

Agentes da imigração que trabalham no Aeroporto de Miami estranharam o fato de a adolescente ter programado a passagem de volta para 26 de maio, 180 dias após o início da viagem — seis meses é o prazo máximo de estada para um turista. Além disso, a estudante não tinha como comprovar como manteria os custos da viagem.

Adolescente brasileira detida em Miami espera decisão judicial para ser deportada

Mãe de adolescente brasileira detida nos EUA se desespera e pede explicações

A suspeita era de que a jovem pretendesse trabalhar no país. Por ser menor de idade, V. ficou sob tutela do Estado americano e foi encaminhada para um abrigo chamado Children'’s Village. Lá, frequentou a escola, destinada a imigrantes, e teve acompanhamento de uma assistente social. Na semana passada, V. foi, com os outros adolescentes do abrigo, a uma apresentação do Cirque du Soleil.

Telefonema

Até as 20h de quarta-feira, a mãe de V., a balconista Alexsandra Aparecida da Silva, de 36 anos, ainda não havia sido informada oficialmente do horário que a jovem chegaria a São Paulo. O serviço consular entrou em contato com ela ao longo da tarde e disse que voltaria a telefonar quando os dados do voo fossem liberados pelas autoridades americanas.

"Minha filha me ligou de madrugada toda feliz falando que ia voltar para casa. Não aguentei de emoção. Nem acredito que esse dia finalmente chegou", disse Alexsandra.

— Quero ver minha filha logo. Por mim, iria para o aeroporto e ficaria esperando lá.

Até a primeira semana do mês, a balconista não sabia o motivo da detenção de V. nem quando ela seria liberada.

As esperanças de Alexsandra aumentaram quando o Consulado Brasileiro em Miami confirmou que uma audiência da Corte de Imigração dos Estados Unidos fora marcada para o dia 31. A viagem foi antecipada, porém, porque a estudante disse que não pretendia mais visitar o país. 

O que acontece no mundo passa por aqui

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!