Internacional

23/12/2012 às 22h01 (Atualizado em 23/12/2012 às 22h02)

Ataque aéreo mata dezenas no centro da Síria

BBC Brasil

Dezenas de pessoas foram mortas e muitas outras ficaram feridas em um ataque aéreo contra uma padaria na província de Hama, região central da Síria.

O incidente ocorreu na cidade de Halfaya, recentemente capturada pelos rebeldes.

Os ativistas de oposição afirmam que pelo menos 90 pessoas foram mortas. Se esta informação for confirmada, este será um dos mais graves ataques aéreos da guerra civil no país.

'Não há forma de saber de verdade quantas pessoas foram mortas. Quando cheguei lá, pude ver montes de corpos espalhados', afirmou à agência de notícias Reuters um ativista em Halfaya, Samer al-Hamawi.

'Não tínhamos recebido farinha durante três dias então todos estavam indo para a padaria hoje e muitos deles eram mulheres e crianças. Ainda não sei se meus parentes estão entre os mortos', acrescentou.

Imagens de vídeo sem confirmação independente mostram a padaria logo depois do ataque, com imagens de corpos cobertos de sangue espalhados em uma rua, em frente a um prédio parcialmente destruído.

Equipes de resgate tentam retirar os corpos de algumas das vítimas que estão embaixo dos escombros dos prédios destruídos.

O grupo de oposição da Síria que está baseado em Londres, o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, afirmou que mais de 50 feridos estão em estado grave e o número de mortos pode aumentar.

Os rebeldes estão lutando contra o presidente sírio Bashar al-Assad nos últimos 21 meses e os grupos de oposição afirmam que mais de 44 mil pessoas já foram mortas.

'Grupo terrorista armado'

A televisão estatal da Síria informou que um 'grupo armado terrorista' foi o responsável pelo ataque em Halfaya e acrescentou que o próprio grupo filmou o incidente para poder culpar o Exército sírio.

A província de Hama, onde fica Halfaya, tem sido cenário de combates entre os rebeldes e as forças do governo.

Os rebeldes do Exército Livre da Síria recentemente fizeram operações coordenadas para retomar áreas da província. Há cinco dias eles declararam Halfaya como uma 'área liberada', depois de tomar posições do Exército.

O correspondente da BBC em Beirute, Jim Muir, afirma que os rebeldes querem assumir o controle de toda a província de Hama e ligara região com o território que já controlam na Síria. Como já aconteceu antes, segundo o correspondente, o governo reagiu com muita força nas áreas que perdeu.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos informou que ocorreram outros ataques aéreos na Síria neste domingo matando um total de 180 pessoas, incluindo um na cidade de Safira, na província de Aleppo, ao norte, que matou 13 pessoas.

Os jatos também atacaram a cidade de Saqba, ao norte da capital, Damasco.

Os ataques ocorreram no momento em que o enviado da ONU à Síria, Lakhdar Brahimi, chegou a Damasco, a capital Síria, para mais uma rodada de negociações com o governo.

Os combates perto de Damasco obrigaram Brahimi a chegar na capital síria por terra, viajando a partir do Líbano.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Homem das cavernas

Iraniano não toma banho há 60 anos e usa pedaço de cano como cachimbo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Desumano

Menino de 11 anos vive acorrentado como cachorro pela família na China

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!