Cirurgia de Chávez contra câncer foi um sucesso, diz vice

Operação durou mais de seis horas; presidente já está no quarto do hospital

Visivelmente emocionado, Nicolás Maduro agradeceu aos venezuelanos pelas orações pela recuperação de Hugo Chávez
Visivelmente emocionado, Nicolás Maduro agradeceu aos venezuelanos pelas orações pela recuperação de Hugo Chávez PRESIDENCIA / PRESIDENCIA VENEZUELA / AFP

A cirurgia contra o câncer realizada no presidente da Venezuela, Hugo Chávez, na terça-feira (11), foi um sucesso completo, disse o vice-presidente do país, Nicolás Maduro.

Em um pronunciamento na TV estatal na noite de ontem, Maduro disse, visivelmente emocionado, que a operação feita em Cuba foi complicada e que durou mais de seis horas, mas que Chávez já está no quarto do hospital.

— O comandante já está no quarto iniciando os tratamentos especiais. Agora começa a etapa pós-operatória, que vai durar vários dias.

Conheça o ex-motorista de ônibus que pode ser sucessor de Chávez

Venezuelanos preparam "chavismo sem Chávez"

Chávez adverte comando militar contra eventuais planos desestabilizadores

Maduro, que foi apontado para assumir a Presidência interina durante a ausência de Chávez, agradeceu às orações dos venezuelanos pela recuperação do presidente.

— Queremos agradecer todo o amor, o puro amor [...] para que esta operação terminasse corretamente e fosse bem sucedida.  [...] Hoje vivemos momentos de preocupação, momentos de tensão, de oração com nosso comandante presidente.

O vice-presidente ainda pediu que a oposição pare "com o ódio contra o comandante Chávez" e que a população participe em peso das eleições estaduais do próximo domingo (16).

— Convocamos todos os venezuelanos a eleger governadores e governadoras no domingo para que a vida da República siga fortalecida.    

Após a mensagem em rede nacional, Maduro seguiu para a Praça Bolívar e cantou o hino nacional com uma multidão que gritava: "queremos Chávez, queremos Chávez, viva o comandante".  

A concentração na Praça Bolívar incluiu uma missa com velas, imagens de santos e bandeiras da Venezuela, com a leitura de salmos e cânticos populares. Entre os assistentes, muitos militares e membros das milícias armadas criadas por Chávez.   

 

Quer ficar bem informado? Leia mais

O que acontece no mundo passa por aqui