Internacional

8/9/2013 às 13h57

Em entrevista a jornalista americano, Assad nega ter usado armas químicas

EFE

(Atualiza com declarações) Washington, 8 set (EFE).- O presidente da Síria, Bashar al Assad, negou ter usado armas químicas e analisa "de perto" a evolução dos eventos em Washington, afirmou neste domingo o jornalista Charlie Rose ao antecipar uma entrevista com o governante em Damasco. "Há uma clara sensação de que estão acompanhando de perto o que está acontecendo em Washington", explicou Rose no programa "Face the Nation", da rede de TV americana "CBS" Assad, acrescentou Rose, "negou ter ligação" com o suposto ataque com armas químicas do dia 21 de agosto nos subúrbios de Damasco. Além disso, o presidente sírio evitou confirmar se tem acesso a ou não a armas químicas. "Não há evidência de que eu tenha utilizado armas químicas contra meu próprio povo", afirmou Assad na entrevista. "(O presidente sírio) tinha uma mensagem para o povo americano de que não tinha sido uma boa experiência para eles o envolvimento em guerras e conflitos no Oriente Médio, e que os resultados não tinham sido bons", afirmou Rose. Por isso, Assad pediu "aos americanos a comunicar ao Congresso e a seus líderes em Washington que não autorizem um ataque". A entrevista na íntegra será emitida amanhã no programa "The Charlie Rose Show", da rede "PBS", no mesmo dia em que Obama deve conceder uma rodada de entrevistas a diversos canais americanos para insistir na necessidade de uma ação militar "limitada" na Síria. EFE afs/id
  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!