Internacional

8/1/2013 às 02h00 (Atualizado em 8/1/2013 às 13h20)

Fracassa em Israel tentativa de aliança centro-esquerda para enfrentar Netanyahu

Netanyahu é o favorito para assumir novamente como premiê israelense; eleições estão marcadas para 22 de janeiro

Do R7, com AFP

Benjamin Netanyahu segue como favorito para assumir novamente como primeiro-ministro REUTERS/Gali Tibbon/Pool

Os dirigentes de três partidos de centro e de esquerda fracassaram na tentativa de formar uma frente única para enfrentar o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, que lidera as sondagens para as eleições legislativas do próximo 22 de janeiro.

"Lamento, mas não chegamos a um acordo", declarou nesta segunda-feira (7) Tzipi Livni, que, em novembro passado, fundou o novo partido de centro HaTnuah (O Movimento, em hebreu), após abandonar o Kadima, também centrista.

"O objetivo da reunião era encontrar uma forma de substituir o governo de Netanyahu. Propus que fizéssemos uma campanha comum até as eleições", disse a ex-ministra de Relações Exteriores.

As negociações, que duraram toda a noite de domingo, integraram, além de Tzipi, a líder do Partido Trabalhista, Shelly Yachimovich, e o dirigente do partido de centro Yesh Atid, Yair Lapid.

Shelly, por sua vez, disse que a ambiguidade de Livni e Lapid com relação a uma possível participação no governo de unidade nacional dirigido por Netanyahu levaram ao fracasso das negociações.

"Para que o eleitorado compreenda que apresentamos uma alternativa séria, temos que nos comprometer a não participar de um governo dirigido por Netanyahu", disse Yachimovich, cujo partido poderia converter-se na segunda força do futuro parlamento.

A chefe do Partido Trabalhista indicou que as negociações poderiam continuar.

Segundo as últimas sondagens eleitorais, a coalizão de Likud-Israel Beitenou, encabeçada por Netanyahu, obteria entre 34 e 36 deputados do total de 120.

Somado à bancada da direita que estaria disposta a apoiar Netanyahu, o total seria entre 66 e 67 deputados, o suficiente para compor a maioria e indicar o premiê.

Já na oposição, os trabalhistas teriam entre 16 a 18 assentos, HaTnuah, entre 9 e 10, e Yesh Atid, entre 9 e 11.

Quer ficar bem informado? Leia mais

O que acontece no mundo passa por aqui

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Publicidade

Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!