Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Internacional

27/2/2013 às 08h24

Irã assegura que não fechará usina de enriquecimento de Fordo

EFE

Moscou, 27 fev (EFE).- O secretário do Supremo Conselho de Segurança Nacional iraniano, Saeed Jalili, assegurou nesta quarta-feira que o Irã não fechará a usina subterrânea de enriquecimento de urânio de Fordo, como exige o Grupo 5+1, segundo informaram as agências russas. "A usina de Fordo cumpre plenamente as exigências da AIEA e se encontra sob controle da AIEA. Por isso não há motivos para fechá-la, e eles (Grupo 5+1) também não pediram isso", disse Jalili em entrevista coletiva após a quarta rodada de negociações na cidade cazaque de Almaty. Yalili defendeu que "o enriquecimento de urânio a 5% ou a 20% é um direito do Irã", mas acrescentou que Teerã está disposto a cooperar com a comunidade internacional para satisfazer as necessidades de urânio de seus reatores científicos. "Qualquer proposta para a cooperação ou para garantir a transparência, da mesma forma que para reforçar a confiança, deve se basear no reconhecimento do direito da República Islâmica do Irã, os direitos nucleares do Irã, incluído o direito ao enriquecimento", afirmou. O diplomata lembrou que há três anos, em Genebra, Teerã prometeu cooperar, já que seus reatores nucleares necessitam de combustível, mas a resposta das grandes potências não foi positiva. "Por isso tivemos que produzir combustível a 20% por nós mesmos", justificou. O fechamento da usina de Fordo é considerado uma das condições das grandes potências para a suavização das sanções internacionais contra o regime islâmico. "Toda a atividade nuclear do Irã se realiza dentro do Tratado de Não-Proliferação (TNP) e da AIEA", garantiu Jalili. Por esta razão, o diplomata pediu que o Grupo 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha) retire as sanções impostas durante os últimos dois anos. Jalili classificou de "passo positivo" a reunião, já que o Grupo 5+1 suavizou sua postura em relação ao controvertido programa nuclear de Teerã e incluiu em suas novas propostas o ponto de vista da parte iraniana. "Ainda estamos longe da melhor versão, mas já é positivo que eles tenham algumas propostas que se referem ao reconhecimento de nosso direito. Por outra parte, deram alguns passos para dissipar nossas preocupações, incluída a retirada das sanções", disse. Segundo a imprensa ocidental, as novas propostas do Grupo 5+1 incluiriam medidas recíprocas como a retirada parcial das sanções internacionais, em troca de certas garantias e concessões iranianas na questão do enriquecimento de urânio. EFE io/dk
  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!