Internacional

27/2/2013 às 08h35

Itália pega 6,5 bilhões de euros emprestado com taxas em alta

A Itália fez nesta quarta-feira o empréstimo de 6,5 bilhões de euros a médio e longo prazo a taxas de juros em alta, ainda que menores do que o esperado.

A operação que foi o primeiro teste de confiança após o impasse político criado pelo resultado das eleições legislativas.

O Tesouro italiano emitiu o máximo previsto para esta operação, 2,5 bilhões de euros de bônus com vencimento em 2017 a uma taxa de 3,59% contra 2,94% na última operação similar em 30 de janeiro, e 4 bilhões de euros de obrigações com vencimento em 2023 a uma taxa de 4,86% contra 4,17% na operação precedente.

A edição desta quarta-feira do jornal Il Sole 24 Ore, menciona a possibilidade de que as taxas para 10 anos superem o "limite psicológico de 5%" devido à tensão gerada nos mercados financeiros pelo resultado das eleições italianas.

Em 4,83%, a taxa obtida é a mais alta desde outubro de 2012, segundo a agência Dow Jones Newswires.

ahe/ljm/ros/me

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!