Internacional

6/12/2012 às 12h31 (Atualizado em 6/12/2012 às 12h31)

Jornal cubano destaca a amizade entre Niemeyer e Fidel Castro

EFE

Havana, 6 dez (EFE).- O jornal oficial "Granma", porta-voz do governante Partido Comunista de Cuba, lembrou nesta quinta-feira a "especial" amizade entre o brasileiro Oscar Niemeyer e o líder cubano Fidel Castro, além de seu apoio à revolução na ilha. O "Granma" destacou a "paixão pelos mais humildes, como revolucionário" e a admiração por Cuba que ficou mais triste com a morte de Niemeyer, na noite de ontem aos 104 anos. "Tal foi sua admiração pela luta da revolução, que um de seus últimos trabalhos, na praça central da Universidade de Ciências Informáticas de Havana, representa um monumento contra o bloqueio econômico a Cuba", disse o jornal. A escultura, segundo o jornal, "lembra um espécie de David contra Golias, como um símbolo da resistência cubana". "Além disso, ele teve uma amizade especial com Fidel Castro e a Revolução Cubana. No processo, indicou que nosso país 'sempre soube transformar os revezes em vitórias", acrescentou o "Granma". Niemeyer faleceu na noite da quarta-feira no Hospital Samaritano do Rio de Janeiro, onde estava internado desde 2 de novembro devido a problemas digestivos que se agravaram com outras complicações. Seu velório vai acontecer em Brasília, cidade que ajudou a criar, e seu enterro está previsto para amanhã no cemitério de São João Batista, no Rio de Janeiro. EFE arj/ff
  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!