Internacional

31/5/2013 às 07h24 (Atualizado em 31/5/2013 às 09h17)

Líder de oposição síria rejeita negociação enquanto Hezbollah apoiar Assad

No entanto, não ficou claro se a declaração de George Sabra representa a palavra final da fragmentada oposição

Reuters

Libaneses e sírios participam de uma manifestação contra a interferência militar do Hezbollah na Síria ANWAR AMRO/AFP

O chefe interino da coalizão de oposição da Síria afirmou nesta sexta-feira (31) que o grupo não participará de qualquer negociação internacional de paz enquanto os guerrilheiros do libanês Hezbollah estiveram lutando ao lado das forças do presidente sírio, Bashar al-Assad.

No entanto, não ficou claro se a declaração de George Sabra representa a palavra final da fragmentada oposição.

Rússia e Estados Unidos estão tentando reunir os representantes de Assad e seus adversários em negociações planejadas para ocorrer Genebra sobre a formação de um governo de transição, em um esforço para acabar com mais de dois anos de derramamento de sangue.

— A Coalizão síria não vai participar de conferências internacionais e não vai apoiar quaisquer esforços, tendo em vista e invasão à Síria das milícias do Hezbollah e do Irã.

Oposição síria denuncia novo ataque com armas químicas perto de Damasco

Ministro das Relações Exteriores confirma a participação da Síria em conferência de paz

Mas a Coalizão Nacional Síria tem enfrentado seguidos desentendimentos durante uma semana de negociações em Istambul, e alguns colegas de Sabra foram mais cautelosos.

Um porta-voz do grupo disse que a coalizão não tinha tomado uma decisão final sobre a possibilidade de comparecer ao encontro em Genebra. Outro funcionário disse que a visão de Sabra não representa, necessariamente, a oposição em geral.

A coalizão decidiu participar da conferência de Genebra apenas se for estabelecido um prazo para uma solução garantindo a saída de Assad. Mas Sabra disse que uma ofensiva das forças de Assad, apoiadas por combatentes iranianos e do Hezbollah, para capturar a cidade fronteiriça de Qusair, tinha "prejudicado" as esperanças de se chegar a uma solução política.

— É difícil continuar quando sírios estão sendo constantemente atacados pelo regime de Assad, com a ajuda de forças externas, como Irã e Rússia.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!