Lojas em Boston retiram panelas de pressão das prateleiras

Algumas lojas Williams-Sonoma, próximas ao local do atentado de 15 de abril, estão tirando as panelas de suas prateleiras

Panelas de pressão foram usadas para construir as bombas que mataram três pessoas e feriram mais de 280, no último dia 15
Panelas de pressão foram usadas para construir as bombas que mataram três pessoas e feriram mais de 280, no último dia 15 Reuters

Algumas lojas Williams-Sonoma, na cidade de Boston, estão tirando as panelas de pressão de suas prateleiras, confirmou a empresa ao jornal americano The Huffington Post.

A decisão de interromper temporariamente a venda do utensílio de cozinha, não foi uma decisão em toda a empresa, disse a chefe do departamento de marketing Pat Connolly, mas apenas de alguns gerentes de lojas próximas ao local do atentado.

— Alguns deles tinham amigos e parentes que sofreram muito com tudo o que aconteceu.

Internautas acreditam em teoria da conspiração na Maratona de Boston

Bombas de Boston foram detonadas por controle de carro de brinquedo

Panelas de pressão foram usadas por Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev, os irmãos suspeitos do atentado, para construir as bombas que mataram três pessoas e feriram mais de 280, no último dia 15, próximo a linha de chegada da Maratona de Boston.