Internacional

20/1/2013 às 17h45 (Atualizado em 20/1/2013 às 17h43)

Militantes islâmicos usaram granadas e rifles em sequestro na Argélia

"Sr. Marlboro", que assumiu o ataque, comanda o comércio ilegal de cigarros na região

Do R7

Militantes usaram granadas de mão, rifles, algemas e celulares em sequestro Reprodução DailyMail

Junto com os cinco militantes islâmicos capturados pelas forças armadas argelinas no trabalho de rescaldo no complexo de gás de In Amenas neste domingo (20), foi apreendido também parte do arsenal usado no sequestro.

O material apreendido foi mostrado à imprensa ao mesmo tempo em que o veterano militante islâmico Mokhtar Belmokhtar, conhecido como "sr. Marlboro", reivindicou a autoria da gigantesca tomada de reféns em nome da Al Qaeda. Ele comanda também a venda ilegal de cigarros na região do Saara.

A Argélia disse que espera elevar o número preliminar de mortos na operação de cerco de quatro dias após o sequestro de reféns pelos militantes no deserto do Saara.

Um número final de vítimas deve ser divulgado nas próximas horas.

Cinco militantes são capturados vivos em campo de gás na Argélia

Líder islamista do Mali ajudou Alemanha em 2003, diz revista

Forças de segurança ainda estão fazendo os trabalhos de limpeza e rescaldo da área, procurando mais armamentos e corpos. Engenheiros devem visitar o local em breve para iniciar a retomada da produção.

O que acontece no mundo passa por aqui

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!