Internacional

18/1/2013 às 19h00 (Atualizado em 18/1/2013 às 19h00)

Ministro diz que 12 reféns morreram em operação do exército argelino

EFE

Argel, 18 jan (EFE).- Pelo menos 12 reféns morreram ontem em uma operação do exército da Argélia contra terroristas que sequestraram centenas de trabalhadores de um campo de tratamento de gás, informou nesta sexta-feira o ministro de Comunicação do país norte-africano, Mohammed Said. EFE O ministro confirmou que ainda há um grupo de terroristas com reféns na região de produção do complexo. Também confirmou a existência de feridos mas sem dar detalhes e assegurou que estas são os únicos números que podia dar. O responsável argelino assegurou que foram tomadas todas as medidas preventivas para evitar consequências de uma possível explosão, dada a natureza das instalações da unidade, onde a produção foi interrompida. Segundo o ministro, a produção desta unidade representa 10% do total do país, mas foram tomadas medidas para que ela se mantenha em níveis frequentes. "A situação está sob controle", assegurou o ministro argelino, assinalando que "a operação continua". Sobre a intervenção do Exército argelino para libertar as centenas de trabalhadores, argelinos e estrangeiros, retidos pelos agressores salafistas, destacou que teve que ser feita de forma urgente para evitar uma verdadeira catástrofe e um verdadeiro massacre. O grupo salafista que atacou o campo de gás assegurou hoje que mantém ainda cativos sete ocidentais, informou a agência privada mauritana "ANI". EFE jfu/ma
  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!