Internacional

30/12/2012 às 11h16 (Atualizado em 30/12/2012 às 12h03)

Morre mais uma tripulante de avião que saiu da pista ao aterrissar em Moscou

Avião se dividiu em três partes durante o acidente

EFE

A causa mais provável do acidente foi uma falha dos sistemas de frenagem REUTERS/Mikhail Voskresensky

O número de mortes em um acidente com um avião que no sábado (29) saiu da pista de aterrissagem ao tentar pousar no aeroporto internacional de Vnukovo, em Moscou, subiu para cinco neste domingo (30) devido ao falecimento de uma comissária de bordo, Tatiana Penkina.

A companhia Red Wings, proprietária da aeronave que derrubou uma cerca do aeroporto e invadiu uma das principais vias expressas da cidade, informou sobre a morte de Penkina através do Twitter.

Outros quatro tripulantes do avião Tupolev de fabricação russa, que havia decolado na República Tcheca e não transportava passageiros — o comandante, o copiloto, o engenheiro de voo e uma comissária — morreram na hora.

Veja as principais imagens deste domingo (30)

Já três tripulantes que também estavam no avião continuam internados em hospitais de Moscou, dois deles em estado grave.

Um especialista do grupo que investiga as circunstâncias do acidente revelou à agência russa de notícias Interfax que a causa mais provável do acidente foi uma falha dos sistemas de frenagem do avião.

"Após a aterrissagem, os pilotos iniciaram todos os sistemas de freio disponíveis no avião, segundo dados preliminares, mas o aparelho não freou e manteve a velocidade", explicou a fonte.

Imagens de emissoras de televisão russas mostraram o avião se dividindo em três partes após colidir e derrubar a cerca que separa o aeroporto da avenida Kievskaya da capital russa.

A cabine do avião caiu sobre a margem da via, o que assustou os motoristas que passavam por perto.

Segundo as agências russas, em dois meses, dois acidentes similares ocorreram com aeronaves da companhia Red Wings. Eles também saíram da pista, embora nesses casos não tenha havido mortes.

A agência de aviação da Rússia, Rosaviatsia, informou hoje que tinha enviado na sexta-feira uma carta à Tupolev na qual chamava a atenção sobre os problemas detectados nos sistemas de freio do modelo Tu-204, o mesmo do avião acidentado ontem. 

 

Quer ficar bem informado? Leia mais

O que acontece no mundo passa por aqui

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!