R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

24 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

publicado em 27/05/2011 às 13h57:

Relatório reforça falha na aeronave, diz
associação brasileira de familiares do voo 447

Para Nelson Marinho, no entanto, informações do BEA ainda não são conclusivas

Mariana Costa, do R7, no Rio


Publicidade

O presidente da Associação de Familiares das Vítimas do voo AF447, Nelson Marinho, disse que, embora não seja conclusivo, o relatório preliminar divulgado na manhã desta sexta-feira (27) pelo Escritório de Investigações e Análises (BEA), órgão do governo francês responsável pelas investigações do acidente, reforça a hipótese de que houve falhas na aeronave.

Saiba mais sobre os últimos momentos do voo AF447

Leia a íntegra o comunicado do BEA em português

Marinho disse acreditar que as causas do acidente com o avião da Air France, que caiu no oceano Atlântico em 2009 matando 228 pessoas (59 brasileiros), já sejam conhecidas pelas autoridades francesas, mas não foram divulgadas ainda por interesses econômicos da Airbus.

- Até agora não houve uma explicação oficial sobre os problemas com as peças. Esse relatório não disse nada. Creio que seja porque há uma feira de aviação acontecendo na França e eles querem vender avião.

Segundo o relatório preliminar divulgado nesta sexta, o avião despencou por quatro minutos antes de tocar a superfície do oceano.

Também houve erros na medição da velocidade do Airbus A330 da Air France, o que provocou o desligamento do piloto automático no momento em que a aeronave começou a cair.

Os peritos afirmaram ainda que a emergência começou com um alerta duas horas e meia após a decolagem do avião. Nesse momento, o capitão da aeronave havia acabado de deixar a cabine para descansar, o que foi descrito como um procedimento normal.

Presidente lembra outros acidentes após o AF447

Marinho lembrou que, após a tragédia, houve outros acidentes com o Airbus A330. O brasileiro cita ainda um relatório do sindicato dos pilotos franceses que denuncia falhas em aeronaves da Airbus e negligência da Air France na manutenção dos aviões.

- Após o AF447, caíram vários outros. O primeiro foi 20 dias depois, com um avião que saiu de Marseille, na França e seguia para a África quando caiu no mar. O último foi agora, na Líbia. Ou seja, o avião tem problema.



O presidente da associação de familiares, que também perdeu o filho no acidente, também ressaltou que a Airbus criou uma peça para ser acoplada ao computador de bordo com o objetivo de dar mais autonomia para a ação dos pilotos em aeronaves muito automatizadas.

- Foi feito um remendo pela Airbus, que é uma peça chamada Buss, acoplada ao computador de bordo e acionada em casos de extrema necessidade para que o piloto tenha condições de sair do problema. Mas essa peça custa 300 mil euros. A Lufthansa usa, mas a Air France não.

BEA lançará relatório mais completo em junho

As informações têm como base os dados contidos nas caixas-pretas do avião, encontradas neste mês no fundo do oceano Atlântico. Nos próximos meses, o BEA deve elaborar um relatório mais completo sobre o acidente.

Nesta quinta-feira, o órgão havia dito que divulgaria apenas "elementos factuais sobre o decurso do voo que determinarão as circunstâncias do acidente, mas de forma nenhuma suas causas".

Mesmo assim, a Airbus afirmou, em comunicado, que as informações preliminares são um "passo significativo" para entender as causas da queda do avião A330 no oceano Atlântico.

- O trabalho do BEA constitui um passo significante para a identificação completa da cadeia de eventos que levou ao trágico acidente do voo 447 da Air France em 2009.


Veja Relacionados:  Associação, familiares, voo 447
Associação  familiares  voo 447 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping