R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

publicado em 26/07/2012 às 11h00:

Atirador do Colorado cospe sem parar em seguranças e é obrigado a usar máscara na prisão

Comportamento do acusado de matar 12 pessoas em cinema é discutido nos EUA

Do R7


Publicidade

James Holmes, acusado de abrir fogo durante uma sessão de cinema no Colorado, está usando uma máscara que o impede de cuspir nos seguranças da prisão onde está desde o massacre, na última sexta-feira (20).

Segundo a emissora americana ABC News, Holmes cuspiu diversas vezes nos guardas, que o fizeram vestir uma máscara. Desde que foi detido na prisão do Condado de Arapahoe, Holmes começou a cuspir nos policiais e seguranças. Quando Holmes foi transferido de cela, ele recebeu uma máscara, para que não continuasse cuspindo nos oficiais.

Autor do massacre em cinema americano é viciado em prostitutas

Na última segunda-feira (23), Holmes chamou a atenção ao aparecer no tribunal para sua primeira audiência. Com uma aparência cansada, Holmes chegou a cochilar em alguns momentos durante o encontro.

As caras e bocas de Holmes estão sempre presentes: logo após o ataque, Holmes foi visto encarando a parede da delegacia onde estava, contorcendo as sobrancelhas.

Vídeo registra correria e pânico após massacre em cinema nos EUA


Em depoimento, Holmes afirmou à polícia que era o Coringa, vilão da série Batman. Segundo a ABC, logo após o crime, a polícia colocou plásticos nas mãos de Holmes, para preservar possíveis sinais de pólvora. Holmes, então, fingiu que os plásticos eram filhotes de cachorros e os acariciava.

O comportamento de Holmes está gerando discussão nos Estados Unidos. Enquanto parte da população acredita que suas “ações bizarras” são sinais de esquizofrenia, outras pessoas acreditam que o americano está apenas fingindo.

Conheça James Holmes, jovem que matou 12 pessoas em sessão de estreia do Batman

Marissa Randazzo, pesquisadora de psicologia do Serviço Secreto americano, afirmou que a invasão de Holmes ao cinema pode ter sido um episódio psicótico.

— Nós vemos que ele está perdido em vários pontos, tentando entender onde ele estava e o que estava acontecendo. O outro lado é que esse comportamento já era visto há meses atrás, o que pode sugerir um tipo de loucura mais complexo.

Conheça as 12 vítimas assassinadas no massacre no cinema

Marissa também afirmou que há a possibilidade que Holmes esteja de fato fingindo.

— Temos que lembrar que Holmes estudava neurociência. Ele estava estudando exatamente os tipos de problemas cerebrais que nós estamos discutindo em seu caso.

 
Veja Relacionados:  eua, prisão, mascara
eua  prisão  mascara 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping