R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

publicado em 04/03/2010 às 12h40:

Chile acelera ajuda para
vítimas e procura desaparecidos

Novos tremores causaram pânico e geraram alerta de tsunami em cidades litorâneas

AFP

A ajuda para os desabrigados do terremoto que atingiu o Chile no último sábado (27) começou a chegar nesta quarta-feira (3), trazendo algum alívio às cidades devastadas.

Ao mesmo tempo, as buscas por desaparecidos prosseguem, especialmente nas localidades costeiras surpreendidas por um tsunami.

Com um balanço que supera 800 mortos, a destruição provocada pelo tremor e pela onda gigante alcançou dezenas cidades, nas quais a ajuda começou a chegar de maneira desigual.

A presidente Michelle Bachelet, muito emocionada, reconheceu que o terremoto e o tsunami geraram dano generalizado no setor produtivo, afetando duramente a infraestrutura, a agricultura, o comércio, o turismo, a mineração, a indústria e o setor de construção do país. A indústria vinícola anunciou perdas de 12% da produção.

Concepción, cidade com 500 mil habitantes a 500 km de Santiago, foi uma das áreas mais afetadas, tanto pelo tremor quanto pelo tsunami. O porto de Talcahuano ficou totalmente destruído.

Apesar do isolamento de Concepción, a situação é mais crítica nos balneários da costa do centro-sul do Chile, onde as ondas gigantes chegaram com toda força. Pulluhue, Cobquecura, Dichato e Constitución foram arrasadas pela força da água e registram o maior número de desaparecidos.

Em Constitución, balneário de 45 mil habitantes, muitos corpos estão inchados e mutilados, o que dificulta a identificação. O odor também é muito forte na região. O drama se repete ao longo da costa, onde muitos chilenos passavam os últimos dias de verão.

A falta de ajuda nos primeiros dias provocou saques e violência, o que obrigou uma rápida militarização e a adoção de um toque de recolher de 18 horas.

Outros cinco municípios que também estão sob toque de recolher são Talca, Cauquenes, Curicó, Molina e Sagrada Família.

A situação melhorou um pouco na quarta-feira com o início da distribuição de mantimentos em pontos específicos, casa por casa. Alguns supermercados também reabriram as portas.

No entanto, a reação a um tremor secundário ontem demonstrou que o clima de nervosismo ainda impera. A polícia divulgou um alerta de tsunami, que foi cancelado pelo governo em poucos minutos. Mesmo assim, centenas de pessoas correram para a parte alta da cidade.

O desespero foi consequência da polêmica gerada pela falta de alerta de tsunami no dia do tremor, resultado da falta de coordenação entre os vários organismos estatais.

Veja Relacionados:  chile, terremoto, ajuda
chile  terremoto  ajuda 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping