R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

R7
publicado em 01/03/2010 às 06h50:

Chile e Haiti enfrentaram condições
diferentes em terremotos

Localização de tremor e preparação de construções determinaram menor número de vítimas

AFP

As condições e a localização dos terremotos que atingiram Chile e Haiti explicam porque um abalo muito superior, como o chileno, causou um número mínimo de vítimas em relação ao fenômeno que devastou o Haiti, em janeiro passado.

Veja a cobertura completa do terremoto no Chile

Até o momento, o terremoto do Chile, de 8,8 graus na escala Richter, deixou 711 mortos, enquanto o tremor no Haiti, de sete graus, matou mais de 220 mil pessoas.

No Chile, o abalo da madrugada do último sábado (27) teve seu epicentro a 115 km da cidade de Concepción e a 325 km de Santiago. No Haiti, o epicentro foi a 25 km de Porto Príncipe, a capital do país.

No Haiti, a pouca profundidade do tremor, a cerca de 10 km da superfície, multiplicou a violência das vibrações e amplificou os danos no solo. Já no Chile, o epicentro foi a cerca de 35 km sob o oceano, o que reduziu o impacto, mas produziu um tsunami.

Segundo o Roger Bilham, professor de geologia da Universidade do Colorado, a infraestrutura do Chile também é muito melhor em relação à do Haiti:

- A diferença não se deve apenas ao epicentro do tremor, já que o Chile está muito mais bem preparado que o Haiti para enfrentar qualquer abalo desta intensidade.

O Chile se encontra em uma das zonas de maior atividade sísmica do mundo, na convergência de duas grandes placas tectônicas, o que provoca abalos de 8 graus a cada dez anos, aproximadamente. Já o Haiti não sofria um terremoto tão catastrófico na região de Porto Príncipe há 240 anos.

Precisamente no Chile ocorreu em 22 de maio de 1960 o maior terremoto já registrado. O abalo de Valdivia, de 9,5 graus na escala Richter, matou 2.000 pessoas.

Segundo a empresa americana EQECAT, especializada na avaliação de riscos, as normas chilenas de construção, supostamente mais rígidas em razão do constante risco de tremores, "minimizaram o potencial de destruição" do terremoto.

A organização Architecture for Humanity (Arquitetura para a Humanidade) estimou que os efeitos do terremoto no Chile "foram muito menores que no Haiti sem dúvida devido ao estado de preparação do país, incluindo as normas de construção".

Roger Bilham, professor da entidade, explicou:

- Se um prédio cai durante um terremoto é porque foi fortemente sacudido ou porque foi mal construído. No Haiti, os prédios eram muito frágeis. Quem os construiu, há 20 ou 30 anos, fez túmulos para seus ocupantes.

Em Porto Príncipe, onde vivem 2 milhões de habitantes, apenas dois prédios foram construídos para enfrentar terremotos, e ambos resistiram ao abalo de 12 de janeiro.

Mapa 700 500

Chile convoca Exército e impõe toque de recolher

O governo do Chile enviou neste domingo (28) 10 mil soldados do Exército para as regiões de Maule e Biobio, com a missão de conter os saques aos supermercados após o terremoto que atingiu o país na madrugada do último sábado.

Um novo número de mortos foi divulgado no fim da noite deste domingo. As vítimas fatais passaram de 708 para 711.

As autoridades do país informaram que novos corpos devem ser encontrados com o avanço das equipes de resgate a regiões ainda não alcançadas.

Na cidade de Concepción, uma das mais afetadas pelo terremoto, as autoridades decretaram toque de recolher entre as 21h de domingo e as 6h desta segunda-feira (29).

A medida busca conter a onda de saques que atinge casas, lojas e supermercados de toda a cidade.

Veja Relacionados:  chile, terremoto, santiago,
chile  terremoto  santiago 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping