R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Internacional/Notícias

Icone de Internacional Internacional

Arte/R7
publicado em 05/03/2010 às 16h59:

Chile interdita 480 imóveis na região de Santiago

Interdição inclui casas, edifícios e locais públicos

Do R7, com agências internacionais

O Ministério da Habitação e Urbanismo do Chile determinou que 480 construções, que incluem casas, prédios e locais públicos, foram declaradas inabitáveis após vistoria técnica na região metropolitana de Santiago.

O total de imóveis vistoriados até agora é de 2.338, de acordo com o jornal chileno La Tercera, e a fiscalização liberou 70% deles.

Os resultados ocorrem quase uma semana após o terremoto de 8,8 graus na escala Richter que atingiu o Chile na madrugada do último sábado (27) e provocou fortes danos estruturais, como a queda de quatro pontes importantes no país.

Há ainda 148 edificações que estão sob análise para que seja determinado o grau de dano na qual se encontram. Os profissionais se concentraram em uma lista de imóveis priorizadas pelos municípios, o que significa que pode haver ainda mais trabalho para fazer.

O terremoto deixou de 1,5 milhão a 2 milhões de chilenos desalojados. O Chile conta com mais de 400 especialistas trabalhando na avaliação de danos e nesta manhã um contingente de mais 300 pessoas vão se somar à tarefa. No fim de semana, mais 300 edifícios devem ser avaliados na região de Santiago, de Valparaíso e O’Higgins.

 

 

Veja Relacionados:  chile, terremoto, santiago, imóveis, estrago
chile  terremoto  santiago  imóveis  estrago 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping